Pequena árvore
Tânia Ferreira

Pequena árvore

Previous Article Previous Article BE apresenta proposta para garantir justiça aos técnicos de diagnóstico e terapêutica
Next Article Chega reconhece importância do papel da mulher na sociedade Chega reconhece importância do papel da mulher na sociedade

Conto Curto

Na floresta profunda, uma comunidade de árvores convivia entre si. Este conto relata a estória de uma pequena árvore, em particular. Esta árvore cresceu à sombra de outras, altivas e confiante, mas apesar da sua estatura pequena conseguiu fortalecer raízes. Nutriu-se, sábia e estrategicamente, de sol.
Tinha um interior sólido e fértil, fruto da dedicação que imprimiu ao seu desenvolvimento. No entanto decidiu manter-se pequena, bastava-lhe inspirar profundamente e seria capaz de crescer o suficiente para tocar o céu, mas tinha medo. 
- Se crescer até ao azul, como lido com o sol quente?
Apesar da sua estatura pequena as outras lhe reconheciam valor, idoneidade. Ela, a pequena árvore, que sonhava ser grande, desejava pelos seus feitos que o sopro de outra árvore, altiva e confiante, lhe fizesse gigante. Mas isso, ainda, não aconteceu. Se crescesse pelo estímulo de outra árvore era mais fácil, pensava ela.
Entretanto, outras mais confiantes e menos capacitadas já lhe superaram em altura, porque a ultrapassaram em coragem. E assim uma pequena árvore, que quer ser grande, mantém-se pequena por medo. Bastava-lhe inspirar profundamente para rasgar o céu. Mas o céu é-lhe tão desconhecido. 
 

Share

Print

Theme picker