Picoense Paulo Afonso bate recorde europeu com atum de 115 quilos
Diário dos Açores

Picoense Paulo Afonso bate recorde europeu com atum de 115 quilos

Previous Article Previous Article Sexta-feira, 2 de Abril de 2021
Next Article “Crianças com perturbações do espectro autístico vivenciaram as alterações nas rotinas como um desafio extremo” “Crianças com perturbações do espectro autístico vivenciaram as alterações nas rotinas como um desafio extremo”

Um atum-de-galha-à-ré (Thunnus albacares), de 115 quilos, é o mais recente recorde europeu em caça submarina do santamarense Paulo Afonso Vieira.
A confirmação oficial chegou a semana passada pela Associação Europeia de Recordes em Caça Submarina, mais de cinco meses após a captura do peixe, a sul do Pico.
 À Rádio Cais, Paulo Afonso recordou que, com este exemplar, acabou por bater um recorde que já tinha sido estabelecido pelo próprio duas vezes.
Paulo Afonso, representante da Riffe Internacional, coloca mais um feito na sua lista de recordes europeus mas é igualmente detentor de quatro recordes mundiais. 
Não satisfeito com o que já foi alcançado, tem na mira o próximo recorde que gostaria de bater: “É o do atum patudo (Thunnus obesus), do qual já cheguei a ser detentor do título mundial durante vários anos, por um peixe com 110 quilos, mas o recorde foi batido há cerca de dois anos por um sul-africano, com um exemplar de 117 quilos.
Aqui, nos Açores, é muito difícil mas eu sei que é possível conseguir um peixe maior”. 
“Também ando a procurar outras espécies, com as quais eu acredito que é possível bater recordes nos Açores, mas é o patudo que está sempre na minha cabeça”, enfatiza. 
Este apaixonado pelo mar garante que em cada conquista há sempre a mesma emoção ou talvez um pouco maior até porque, para bater novos recordes, tem “de procurar peixes ainda maiores ou espécies mais difíceis”.

Exclusivo Jornal do Pico/Diário dos Açores
(Foto: Direitos Reservados)

Share

Print
Ordem da notícia70

Theme picker