Polícia Judiciária  detém dois suspeitos em esquema de 4 milhões
Alexandra Narciso

Polícia Judiciária detém dois suspeitos em esquema de 4 milhões

Previous Article Previous Article Terça-feira, 20 de Abril de 2021
Next Article Óbito de idosa faz aumentar para 31  o número de vítimas de covid-19 nos Açores Óbito de idosa faz aumentar para 31 o número de vítimas de covid-19 nos Açores

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção, com a colaboração do Departamento de Investigação Criminal dos Açores, deteve um homem e uma mulher, por suspeitas da prática dos crimes de peculato, falsificação de documento e branqueamento, no âmbito de um processo crime cuja investigação corre termos no DIAP Regional de Lisboa. 
“Os detidos com 55 e 75 anos de idade, um deles administrador judicial, arquitectaram um plano criminoso visando a apropriação de 4 milhões de euros, pertencentes à massa insolvente de uma sociedade sediada na Região Autónoma dos Açores”, revela a PJ em comunicado.
O ‘modus operandi’ da operação, denominada “Operação Atlantis”, consistia na simulação de contratos que visavam “o suposto investimento da massa insolvente em produtos financeiros não discriminados, de capital garantido, bem como em investimentos imobiliários”.
Segundo a PJ, “os 4 milhões de euros chegaram efectivamente a ser creditados na conta bancária de um dos detidos, sendo que apenas as suspeitas quanto à licitude da operação, atempadamente comunicadas à UIF, impediram o seu envio para contas de terceiros e subsequente utilização efetiva”.
Os detidos foram presentes a primeiro interrogatório, tendo sido decretadas as medidas de coacção de prisão preventiva a um deles e suspensão do exercício de profissão e proibição de contactarem entre si.

Share

Print
Ordem da notícia17

Theme picker