Amanhã há Super Lua  e poderá vê-la nos Açores a partir das 17h15m
Diário dos Açores

Amanhã há Super Lua e poderá vê-la nos Açores a partir das 17h15m

Previous Article Previous Article Um Abril por cumprir
Next Article João Boavida: Uma Figura da Educação Filosófica e Didática (I) João Boavida: Uma Figura da Educação Filosófica e Didática (I)

A super Lua é um fenómeno algo sobrevalorizado (porque a diferença de tamanho aparente da Lua é pouco perceptível) mas que acaba por ter um efeito positivo: põe muitos distraídos a olhar para Lua, principalmente quando esta se ergue no horizonte, muito amarela (devido à maior refração perto do horizonte) e dando a impressão de estar muito maior a quem observa (uma ilusão facilmente testada) - é esta a visão do OASA, o Observatório Astronómico de Santana Açores, Centro de Ciência, em Rabo de Peixe, que acompanha estes fenómenos.
Mas observar a Lua neste altura de distanciamento social é sempre uma maneira de nos voltarmos a apaixonar pelo mundo natural. 
Assim, amanhã, às 17h15 UT (hora dos Açores), ligue-se à página do OASA  para observar a Super Lua em directo através dos “olhos” do Telescópio Virtual, e pela voz de Gianluca Masi, enquanto essa se ergue sobre os céus de Roma, a cidade eterna. 
Esta actividade está inserida no Mês Mundial da Astronomia 2021 (MMA). 
O MMA é um conjunto de comemorações anuais, dinamizado internacionalmente pelos Astronomers Without Borders, que pretende levar a celebração da Astronomia a todos os cantos do mundo. 
O OASA, como um dos afiliados internacionais, dedica igualmente o mês de abril a estas comemorações.
Será, assim, a primeira super-Lua de 2021 e pode ser acompanhada por outro fenómeno astronómico: uma chuva de meteoritos. 
Os dois eventos poderão ser observados em Portugal se as condições meteorológicas assim o permitirem. 
Escolha um local escuro, fuja das grandes cidades e vá para um local descampado para poder ter um campo de visão maior, porque ainda este mês de Abril poderá testemunhar a primeira super-Lua de 2021 e a chuva de meteoros das Líridas. 
A Super-Lua é “quando a Lua se encontra simultaneamente em fase de Lua Cheia e a uma distância da Terra inferior a 110% do perigeu da sua órbita”, o que faz com que às 4h32 a Lua entre em fase de lua cheia e atinja o ponto mais próximo da terra às 16h22.
Nesse dia, “a Lua vai parecer maior do que o habitual, não apenas devido à ocorrência da super-Lua, mas também porque, estando próxima do horizonte, vê-se mais ampliada, o que é apenas uma ilusão de óptica”, diz o Observatório. 
No dia 28, a Lua nasce às 22h25 e continuará a parecer maior do que o habitual. 
Para a mesma altura é esperado um outro evento astronómico. 
A chuva de meteoros de Líridas é uma chuva cujo radiante (ponto no céu de onde os meteoros parecem originar) está localizado na constelação da Lira. 
Esta é umas das chuvas de meteoros de menor intensidade e “têm uma duração de visibilidade entre 14 a 30 de Abril”.

Share

Print
Ordem da notícia43

Theme picker