Serviço Florestal do Nordeste inicia repavimentação de caminhos rurais e florestais
Diário dos Açores

Serviço Florestal do Nordeste inicia repavimentação de caminhos rurais e florestais

Previous Article Previous Article Tribunal de Contas focado no futuro e nos Açores no 35.º aniversário da Secção Regional
Next Article 2ª edição do livro “Néveda nos Açores” lança nova editora com sede no Pico 2ª edição do livro “Néveda nos Açores” lança nova editora com sede no Pico

A Secretaria Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, através da Direcção Regional dos Recursos Florestais e do Serviço Florestal do Nordeste, deu iniciou à repavimentação do Caminho Rural das Heras, situado nas freguesias de Água Retorta e do Faial da Terra, no concelho da Povoação, ilha de São Miguel.
A obra, que consiste na colocação de uma mistura betuminosa de um troço de 1.008 metros de extensão, é para o Secretário Regional da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, a prova de que “o Governo dos Açores, continua a intervir nos caminhos rurais, melhorando as acessibilidades para os produtores agropecuários, mas também” para quem visita a Região e para as comunidades locais.
Esta intervenção, segundo António Ventura, “faz parte de um planeamento de actuações que estão previstas para 2021, ao nível dos caminhos florestais e rurais”.
Neste sentido, e num momento em que os custos de produção estão a aumentar da pecuária de leite e carne, por via do preço da alimentação animal e dos combustíveis, para o governante torna-se premente “a repavimentação do caminho da Hera e outros mais que se seguirão”, o que “pretende ser um contributo para diminuir estes custos de produção”.
Para além deste caminho, vão ser repavimentados 140 metros do Caminho Florestal da Lomba da Fazenda, na freguesia de Lomba da Fazenda, 732 metros do Caminho Florestal de São Pedro, na freguesia de São Pedro Nordestinho e 847 metros do Caminho Rural dos Saragaços, na freguesia do Faial da Terra.
O conjunto destas quatro intervenções, num investimento superior a 154 mil euros, vai beneficiar o acesso a um total de 68 explorações agroflorestais.
É ainda de salientar, que esta beneficiação enquadra-se numa candidatura ao atual quadro comunitário de apoio, PRORURAL+-4.3.1-FEADER-002920.

Share

Print

Theme picker