Joaquim Coutinho confiante que a edição deste ano “vai ser novamente um enorme sucesso”

wine in azores 2015 final Já falta pouco mais de um mês para a realização da oitava edição do Wine in Azores, um dos maiores festivais de vinho a nível nacional, e que decorre no parque de exposições da Associação Agrícola de São Miguel, em Santana, Ribeira Grande, entre 21 e 23 de Outubro.
Trata-se de um evento que dá a oportunidade aos visitantes de poderem provar os melhores vinhos do país, assistir a showcookings e degustarem produtos e sabores açorianos.
O Wine in Azores é, essencialmente, uma feira de promoção de vinhos, tendo recebido o ano passado cerca de 13.000 visitantes e mais de 100 expositores. Para este ano, a fasquia voltou a elevar-se e contabilizam-se, até ao momento, cerca de 170 empresas em 220 stands e uma expectativa de visitantes superior a 20.000.
Um número que Joaquim Coutinho, o organizador do Wine in Azores, acredita que será alcançado, desde logo porque “só relacionado com os produtores, vão cá estar mais de 600 pessoas. Fora isso, temos ainda os jornalistas, os chefs, e muitos visitantes de outras ilhas que já têm por hábito virem a esta feira”, frisa.
“Pensamos que este ano vamos ter muito mais pessoas, até porque ao nível de produtores de vinho, também são muitos mais”, revela. Este responsável confessa que este evento “cresceu muito”, dando conta que na edição deste ano há muitos stands com muitos vinhos novos para provar. Gostávamos de este ano atingir os 20 mil visitantes, e para isso estamos a fazer uma campanha muito forte tanto no Continente como nas outras ilhas dos Açores”.
Tendo em conta a quantidade de pessoas interessadas em participar na feira e a forte adesão de produtores de vinho, houve a necessidade da organização proceder a alguns ajustes. Conforme explica Joaquim Coutinho, “a zona da restauração, dentro do pavilhão está mais pequena, o que nos obrigou a fazer crescer a feira para fora daquele espaço, porque a área dos vinhos já ultrapassa mais de metade do pavilhão”. Por este motivo, “já tivemos que redesenhar a feira três vezes e foi necessário criar mais dois corredores que não estavam previstos. Até ao momento, só nos restam 6 espaços disponíveis. Como ainda estamos a vender stands, até pode ser que ainda tenhamos que voltar a redesenhar a feira”, comenta.
Apesar do Wine in Azores ser em particular um festival de vinho, aliado a este facto, a organização tem apostado também numa componente gastronómica. Este ano a grande novidade será a presença do chef da Selecção Nacional de Futebol, Hélio Loureiro, que “irá falar um pouco de como é a alimentação dos desportistas, o que acaba por ser uma vertente, que nunca tinha sido abordada no Wine in Azores”, diz Joaquim Coutinho.
Para além de Hélio Loureiro, marcarão também presença os reconhecidos chefs Henrique Sá Pessoa, António Loureiro, Francisco Gomes, André Magalhães, Arnaldo Azevedo e Renato Cunha.
Após os “showcookings” (arte de cozinhar ao vivo), haverá também lugar para provas de destilados, cocktails, gins e provas de azeite, existindo ainda as Tascas Gourmet, onde se podem saborear a carne e o peixe dos Açores.
Estes espaços estarão abertos mesmo após terminarem as provas de vinhos, sendo que o evento recebe os visitantes até às 24h00, por um valor de cinco euros por pessoa, mais 3,5 euros pelo copo.
Passados oito anos, Joaquim Coutinho tem a certeza que o sucesso desta iniciativa “deve-se, sobretudo, ao facto de termos realizado uma feira que foge aos padrões das feiras que se realizavam nos Açores, tentando fazer tudo num espírito de festa e juntando conceito de “Business & Pleasure”. Ou seja, juntamos ao negócio o prazer”.
Com praticamente tudo a postos, este responsável confessa que está muito optimista, tendo a certeza que “a edição deste ano vai ser novamente um enorme sucesso”.

More articles from this author