Da redacção às mãos do leitor

máquina off set O outro lado do Diário dos Açores...
Todos os dias uma vasta equipa trabalha afincadamente para que, há hora do costume, os nossos leitores possam ler o Diário dos Açores.
São várias as fases, ao longo do dia, porque passa cada página deste matutino que completa hoje 147 anos de existência.
Na Redacção, logo pela manhã, as jornalistas Alexandra Narciso e Olivéria Santos fazem a selecção do que de mais importante se passa ao nível Nacional e Internacional. Em seguida e seguindo as orientações da Direcção, cujo director é Paulo Hugo Viveiros e Director Executivo é Osvaldo Cabral, são delineadas as páginas do Regional, onde constam as notícias do dia, reportagens ou artigos de opinião dos nossos vários colaboradores. Depois das entrevistas, notas de imprensa e de elaborar as notícias que fazem a actualidade do dia, cada página segue para o Director Executivo que, depois de ler, passa para a revisão. Aqui, todos os textos passam pelos olhos atentos e cuidados de Rui Leite Melo. Em seguida é a vez dos paginadores colocarem mãos à obra e prepararem as páginas para as chapas. Num processo CTP (computer do plate) esta fase permite, de forma computadorizada, a gravação das chapas usadas na impressão Off-set. A chapa é gravada através de laser, que é controlado por um computador, de forma similar às impressoras laser. Isto permite que a chapa seja gerada directamente de um arquivo digital, sem a necessidade da produção de um fotolito intermediário.
Depois de impressa a chapa, a mesma passa para os serviços gráficos que colocam a chapa de alumínio, que é flexível, na impressora off-set no cilindro porta chapa.
Um trabalho minucioso e em que não se pode descurar qualquer pormenor. Depois de impresso, o jornal passa para uma das suas últimas fases: dobragem e acabamentos e, finalmente, separação para expedição logo pela manhã, mesmo antes do sol nascer.
Numa outra vertente, há uma outra equipa que também trabalha pela promoção e divulgação do Diário dos Açores, nomeadamente o departamento comercial que tem a ser cargo a área publicitária e ainda os serviços administrativos que tratam de aspectos mais burocráticos como sejam as assinaturas e outros assuntos do foro comercial.
Muitos já foram os rostos que passaram pelo Diário dos Açores ao longo destes 147 anos, e que hoje, também fazem parte da história deste matutino micaelense.

More articles from this author