Executivo abre concurso de 7,6 milhões de euros para parque de ciência na Terceira

Monte Brasil A secretaria regional do Mar, Ciência e Tecnologia vai promover um concurso público para a construção do Parque de Ciência e Tecnologia da ilha Terceira, nos Açores, que terá o valor de 7,6 milhões de euros (mais IVA).
De acordo com uma resolução publicada ontem no Jornal Oficial dos Açores, o prazo de execução da obra, cujo concurso é internacional, é de 18 meses, surgindo o projeto no âmbito da Estratégia de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente dos Açores (RIS3).
Na deliberação do Conselho do Governo agora publicada, o reforço da transferência de conhecimento científico e tecnológico para o sector empresarial é assumido pelo Governo Regional como “um objectivo prioritário e um factor crítico para o desenvolvimento da competitividade da região”.
O Parque de Ciência e Tecnologia da ilha Terceira vai integrar um conjunto de infraestruturas que se quer que sejam “espaços indutores da capacidade científica e tecnológica das empresas regionais, dinamizando o espírito empresarial para a inovação”, segundo a resolução do executivo açoriano.
Pretende-se promover nas áreas da investigação e inovação consórcios entre instituições dos Açores e empresas regionais e do exterior, criando-se também condições para uma “mais efetiva transferência de tecnologia”.
“A criação do Parque de Ciência e Tecnologia da ilha Terceira, cuja instalação importa agora concretizar, é uma das infraestruturas previstas no âmbito da estratégia regional definida para o período 2014-2020”, refere o executivo açoriano na resolução do Jornal Oficial.
O parque “terá uma vocação para algumas das áreas de especialização regional identificadas na RIS 3, destacando-se, entre outras valências, a biotecnologia, a indústria alimentar e o desenvolvimento de indústrias culturais e criativas”, acrescenta.