Marca Açores alargada a serviços e estabelecimentos

marca açores A adesão à marca Açores, criada há quase um ano para associar “os atributos mais distintivos” do arquipélago à produção regional, vai ser alargada a serviços e estabelecimentos, anunciou ontem o governo açoriano.
Cerca de 250 produtos, a esmagadora maioria do sector agro-alimentar, ostentam já a marca Açores.
Uma resolução do Governo Regional, publicada em Jornal Oficial, alarga a adesão ao selo Açores a serviços e estabelecimentos, visando reforçar a importância desta identificação e, dessa forma, fidelizar novos mercados e fomentar a exportação. Parte significativa dos produtos que ostentam a marca Açores corresponde à área dos frescos, nomeadamente carnes, enchidos, peixe, frutas e legumes, com 81 produtos. Na lista surgem também 94 produtos de mercearia, lacticínios (45), bebidas (24) e artesanato, esta última actividade com sete produtos.
Recentemente, o Vice-Presidente do Executivo açoriano, Sérgio Ávila, adiantou que a marca é transversal a todos os produtos que se considerava terem potencialidade para possuir a distinção.
Para Sérgio Ávila, o facto dos produtos com marca Açores serem em grande parte do sector agro-alimentar revela que este é o que “tem grande potencialidade de produção e exportação”.
Os registos e o pedido de adesão ao selo Marca Açores podem ser feitos através do ‘site’ www.marcaacores.pt.
A marca da região, baseada na natureza, pode ser utilizada por entidades públicas e privadas para certificação e promoção dos seus produtos. Com o slogan “Açores: certificado pela natureza”, a marca destina-se a produtos tradicionais, incluindo o turismo, que se diferenciem “por serem originários de uma região com uma pegada ecológica de elevado valor ambiental”.