Turismo, Ambiente e Energia apontados como sectores de crescimento económico dos Açores

marta guerreiro horta A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo assegurou ontem, na Horta, que uma das preocupações do Governo dos Açores é potenciar o crescimento económico do arquipélago, com a salvaguarda intransigente das características que tornam as ilhas diferentes e peculiares a nível mundial, através da junção do turismo com o ambiente e a energia.
 Marta Guerreiro, que falava na Assembleia Legislativa, no final das audições nas comissões de Economia e dos Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho, salientou o “conjunto de investimentos e de acções previstas para qualquer uma destas três áreas, que estão muito relacionadas e fazem muito sentido juntas”, com um valor global para 2017 superior a 50 milhões de euros, numa estratégia concertada com a sustentabilidade energética e a salvaguarda dos recursos naturais, potenciando a actividade turística no arquipélago como destino de natureza.
 Relativamente ao ambiente, a Secretária Regional frisou que o foco para 2017 centrar-se-á na preservação da diversidade biológica, na água, na gestão de resíduos e no combate às invasoras, a que se junta a conclusão do Plano para as Alterações Climáticas.
 Para 2017, o Governo Regional tem como objectivo primordial o desenvolvimento de uma agenda política energética regional, ancorada nos objectivos de aumento da eficiência energética e de redução da dependência e dos custos dos combustíveis fósseis.
 Marta Guerreiro, sobre a estratégia de mobilidade eléctrica, salientou a sua implementação este ano, acrescentando que a Região tem “as condições ideais para desenvolver este projecto”, estando já a ser efectuado um trabalho em parceria com o poder local, com as empresas do sector dos combustíveis e com os concessionários automóveis.
 No sector do turismo, a prioridade é a consolidação de uma oferta turística assente na fruição activa de espaços naturais e, segundo Marta Guerreiro, com “investimentos em termos de formação, essencial neste sector, que visam quem está a fazer o seu percurso inicial, quem já está no mercado de trabalho, mas também quem pretende encontrar no turismo um sector profissional novo”.
 Marta Guerreiro salientou ainda a aposta “na promoção nos mercados que estão definidos no Plano Estratégico de Marketing do Turismo do Açores, ferramenta que entrou em vigor no ano passado, bastante consensual após o debate com todos os agentes do sector e que define, claramente, o mercado e os produtos de cada uma das ilhas”.