Casas dos Açores alerta para necessidade de não se ceder a “tentações de lucro fácil”

Gilberto Vieira - btl O Presidente da Casas Açorianas – Associação de Turismo em Espaço Rural afirma ter boas expectativas para 2017, mas alerta para a necessidade de não se ceder a “tentações de lucro fácil”.
O responsável, Gilberto Vieira, salienta que há que “garantir e aperfeiçoar a oferta que faz com que tenhamos visibilidade”.
“A nossa posição neste processo de afirmação do turismo rural nos Açores nunca foi de reivindicação”. Sempre nos pautamos por expor e discutir pontos de vista e projectos que pudessem contribuir para a promoção das unidades nossas associadas e, simultaneamente, do desenvolvimento dos Açores”, referiu o responsável.
Gilberto Vieira considera que o turismo rural e de natureza é uma “âncora fundamental para afirmar o destino Açores”.
O Presidente das Casas Açorianas que conta com 55 unidades associadas em oito ilhas, salientou o crescimento registado na taxa de ocupação em 2016, salientando que “uma boa parte” dos hóspedes são oriundos do território nacional. “No que respeita a estrangeiros, a preponderância é de alemães, espanhóis, holandeses, franceses, norte-americanos, italianos, britânicos, canadianos e suíços”, acrescentou.
O responsável salientou que a “generalidade dos clientes” procura nas Casas Açorianas “sossego, contacto com a natureza e aspectos culturais e vivenciais”, salientando que não são só pessoas de mais idade que procuram os espaços de turismo rural.
“Hácasais jovens, famílias inteiras e também estudiosos que vêm explorar aspectos mais ou menos específicos do habitat natural e etnográfico do mundo rural açoriano”, salientou.
Gilberto Vieira falava à margem da apresentação de uma série de programas televisivos, intitulada “Casas Açorianas – Repertório de Vivências”, que resulta de uma parceria entre esta associação, a RTP-Açores e a SATA. O projecto, que irá para o ar em Abril, vai retratar a realidade rural açoriana, associada à actividade turística, tendo por base vivências tradicionais das várias ilhas.
A empresa de transporte aéreo SATA irá exibir a bordo dos seus aviões compactos destes programas, como forma de promover e divulgar o destino Açores.