PCP questiona governo sobre “vários problemas” no transporte aéreo interilhas

João Paulo Corvelo - parlamento1 O deputado do PCP, João Paulo Corvelo, questionou ontem o Governo Regional sobre “vários problemas” nos transportes aéreos, em particular nas ligações interilhas.
Num requerimento enviado ao executivo açoriano, o deputado denuncia a “recorrente falta de lugares disponíveis nestas ligações, que se torna avassaladora durante os meses de verão, criando problemas graves aos açorianos e limitando o desenvolvimento do turismo na maior parte das ilhas”.
No documento, João Paulo Corvelo questiona a “política de favorecimento às viagens que obrigam a pernoitas nas ilhas de São Miguel ou Terceira”, que considera ser “um sobrecusto acrescentado às viagens de muitos açorianos e contribuiu para desviar fluxos turísticos, agravando as desigualdades do desenvolvimento económico”.
Para o partido, “é forçoso atender às necessidades de transporte dessas duas ilhas, levando também em linha de conta a sua dimensão e que se trata aqui de gerir, da forma mais eficiente possível, recursos limitados, mas que isso não pode ser feito à custa da imposição de restrições objectivas ao direito à mobilidade dos restantes açorianos, nem limitando o direito ao desenvolvimento de todas as ilhas dos Açores”.
O partido pretende, neste sentido, saber que medidas tomou ou vai tomar o Governo Regional para “minimizar as diferenças no acesso ao direito à mobilidade dos açorianos das várias ilhas, nomeadamente, em relação à disponibilidade de lugares nos voos interilhas, em especial nos meses de verão; em relação à política de preços e horários praticados pela SATA, que favorecem, quando não impõem sem alternativa, viagens que obrigam a pernoitas ou escalas noutras ilhas e em relação à necessidade de promover uma distribuição mais equitativa dos fluxos turísticos e dos seus proveitos entre as várias ilhas da Região”.