Artigos

12 mil açorianos à espera de uma cirurgia

rui luis parlamentoO Secretário Regional da Saúde, Rui Luís, anunciou ontem no Parlamento regional que existem 10.745 açorianos em lista de espera nos hospitais e 11.958 propostas de cirurgias.

O titular da Saúde, que foi fortemente criticado pelas bancadas da oposição, afirmou que as cirurgias “nunca serão diminuídas”, defendendo antes a redução das listas de espera. 

Já exactamente um ano, Rui Luís admitiu que os hospitais da Região estavam a sentir dificuldades em controlar as listas de espera cirúrgicas, mas garantiu que o problema será resolvido “quando for possível”. 

“Há uma lista de espera, há sim senhor. É de vários anos, é sim senhor. Nós queremos resolver, queremos”, insistiu então o governante, recordando que o Executivo socialista já apresentou “várias medidas” no sentido de tentar resolver o problema, algumas das quais validadas pela Ordem dos Médicos.

Rui Luís reconheceu que os tempos máximos de espera por uma cirurgia estavam a ser ultrapassados em alguns hospitais, mas ressalvou que o Governo não pode estar sempre a recorrer ao Vale Saúde (um vale que permite aos utentes escolher o sector privado, caso o público não dê resposta em tempo adequado).

“É verdade, está-se a ultrapassar os tempos, mas obviamente que a gente não pode estar a disparar vales de saúde, sem os tempos estarem regularizados nos hospitais, sem os médicos fazerem a optimização dos tempos de resposta”, esclareceu o governante, garantindo que a portaria que regula esta matéria “vai ser cumprida, quando for possível”.