Artigos

Turismo nos Açores aumentou em Janeiro 17%

turista sete cidadesEm Janeiro de 2019, no conjunto dos estabelecimentos hoteleiros (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas), do turismo no espaço rural e do alojamento local da Região Autónoma dos Açores registaram-se 96,5 dormidas, valor superior em 17,7% ao registado em Janeiro de 2018, revelou ontem o SREA.

Em Janeiro, os residentes em Portugal atingiram cerca de 54,2 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 28,7%; os residentes no estrangeiro atingiram 42,3 mil dormidas, registando um aumento em termos homólogos de 6,0%.

Neste período registaram-se 35,2 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação positiva de 18,3% relativamente a Janeiro de 2018. 

Em termos de variações homólogas, em Janeiro, as ilhas que apresentaram variações homólogas positivas foram as ilhas de São Miguel, do Faial, do Pico e das Flores, respectivamente de 36,1%, 27,2%, 8,5% e 2,4%. 

As ilhas de Santa Maria, da Terceira, de São Jorge e da Graciosa, apresentaram variações negativas respectivamente de, 37,3%, 20,0%, 17,5% 6,6%.

A ilha de S. Miguel com 68,7 mil dormidas concentrou 71,1% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 16,9 mil dormidas (17,6%), o Faial com 4,6 mil dormidas (4,8%) e o Pico com 2,9 mil dormidas (3,0%).

 

Aumento de 4,2% nos hotéis

 

Na Região Autónoma dos Açores, no mês de Janeiro, os estabelecimentos hoteleiros registaram 70,2 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo de 4,2%. 

As dormidas dos residentes em Portugal aumentaram 16,2% e as dormidas dos residentes no estrangeiro diminuíram 9,9%.

Os proveitos totais atingiram 3,0 milhões de euros e os proveitos de aposento 2,0 milhões de euros, correspondendo a variações homólogas positivas, respectivamente, de 1,1% e 0,2%. 

 

Menos estrangeiros

 

Em Janeiro de 2019, nos estabelecimentos hoteleiros da Região Autónoma dos Açores (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas) registaram-se 70,2 mil dormidas, valor superior em 4,2% ao registado em Janeiro de 2018.

Os residentes em Portugal atingiram cerca de 42,5 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 16,2%; os residentes no estrangeiro atingiram 27,7 mil dormidas, registando uma diminuição em termos homólogos de 9,9%.

Em Janeiro registaram-se 27,1 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação positiva de 5,8% relativamente a Janeiro de 2018.

No país, as dormidas nos estabelecimentos hoteleiros registaram um acréscimo em termos homólogos de 4,7% e o hóspedes um aumento de 7,3% .

 

Há menos alemães

 

Em Janeiro, os residentes em Portugal atingiram cerca de 42,5 mil dormidas (60,5% do total) e os residentes no estrangeiro 27,7 mil (39,5% do total).

O mercado norte-americano (EUA e Canadá) com cerca de 9,6 milhares de dormidas representou 13,7% das dormidas totais e 34,7% das dormidas dos não residentes, apresentando uma variação homóloga de 15,2%. 

O mercado alemão com cerca de 5,5 milhares concentrou 7,8% do total das dormidas, representou por outro lado, 19,7% das dormidas dos não residentes em Portugal e registou uma variação homóloga acumulada negativa de 7,6%.

 

São Miguel com mais dormidas

 

Em termos de variações homólogas acumuladas, em Janeiro, todas as ilhas apresentaram variações homólogas negativas, à excepção da ilha de São Miguel que apresentou uma variação homóloga positiva de 20,6%.

As ilhas de Santa Maria, de São Jorge, da Terceira, das Flores, do Corvo, do Pico, da Graciosa e do Faial, apresentaram variações negativas respectivamente de, 47,3%, 28,9%, 23,2%, 20,7%, 10,0%, 9,1%, 7,9% e 0,7%.

A ilha de S. Miguel com 49,0 mil dormidas concentrou 69,8% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 14,3 mil dormidas (20,3%) e o Faial com 2,8 mil dormidas (4,0%).

 

Estada média cai

 

Em Janeiro, a taxa de ocupação-cama atingiu 22,7%, valor inferior em 0,1 p.p. em relação ao mês homólogo do ano anterior. 

A taxa de ocupação-cama no país atingiu 30,2%.

A taxa de ocupação-quarto no mês de Janeiro atingiu 29,5%.

A estada média foi de 2,59 noites, tendo registado uma diminuição de 1,5% em relação a Janeiro de 2018. 

No país a estada média foi de 2,44 noites.

 

Proveitos sobem

 

Os proveitos totais nos estabelecimentos hoteleiros, em Janeiro de 2019, atingiram 3,0 milhões de euros, tendo os proveitos de aposento atingido, no mesmo período, 2,0 milhões de euros. 

Estes valores correspondem a variações homólogas positivas de 1,1% e de 0,2%, respectivamente; para o total do país em igual período, os proveitos totais e os de aposento apresentaram variações homólogas positivas de 9,4% e de 8,6%, respectivamente.

As ilhas de São Miguel, Terceira e Faial foram as que maior peso tiveram nos proveitos totais, respectivamente com 72,4%, 17,1% e 4,5%.

 

Rendimento médio desce

 

Em Janeiro, o rendimento médio por quarto disponível (Revenue Per Available Room) foi de 14,0 euros, apresentando uma variação homóloga negativa de 2,1%.

No país, o RevPAR de Janeiro foi de 26,6 euros.

Em Janeiro, o rendimento médio por quarto utilizado (Average Daily Rate) foi de 47,3 euros.

 

Alojamento Local

 

O inquérito ao alojamento local foi realizado entre 2014 e 2017 pela DR do Turismo.

Em 2018, a recolha foi realizada em conjunto pelo SREA e pela DRT, tendo sido transferida gradualmente para o SREA. 

Os dados com referência ao mês de Outubro e seguintes são integralmente recolhidos pelo SREA, resultando num aumento significativo da taxa de resposta; pelo que uma análise comparativa dos apuramentos de 2019 com os de 2018 terá que ter sempre em atenção a taxa de resposta, pelo motivo de neste inquérito não haver tratamento de não respostas.

 

Alojamento Local cresce 80%

 

Na Região Autónoma dos Açores, no mês de Janeiro, o alojamento local registou 25,2 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo de 80,2%.

Em janeiro, os residentes em Portugal atingiram cerca de 11,5 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 113,2%; os residentes no estrangeiro atingiram 13,8 mil dormidas, registando um aumento em termos homólogos de 59,6%.

Neste período registaram-se 7,8 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação positiva de 100,1% relativamente a Janeiro de 2018.

Em Janeiro, a ilha de S. Miguel com 18,9 mil dormidas concentrou 75,1% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 2,6 mil dormidas (10,3%), o Faial com 1,7 mil dormidas (6,9%) e o Pico com 1,1 mil dormidas (4,4%).