Artigos

Grandes superfícies comerciais dos Açores compram mais produtos alimentares fora da região

  • Imprimir

supermercadarrinhoA compra de produtos alimentares, por parte de grandes superfícies comerciais açorianas, efectuada no mercado da Região Autónoma dos Açores superou os 47 milhões de euros em 2018, aumentando 6,1% relativamente ao ano anterior e 3,6% comparando com 2014, revela uma publicação emitida pelo SREA (Serviço Regional de estatística dos Açores).

A compra de produtos alimentares, destas superfícies comerciais, no resto do país teve uma subida de 19,8% no último ano e 38,9% nos últimos cinco anos, registando o valor de 118,6 milhões de euros em 2018. 

 

8 milhões de produtos alimentares comprados no estrangeiro

 

Já a compra destes produtos no estrangeiro estabilizou nos 8 milhões de euros no período de 2014 a 2018.

Em termos percentuais, as compras realizadas nos Açores, em 2018, foram 27% do total. 

A maior percentagem corresponde às compras realizadas no mercado nacional (Portugal Continental+ Madeira) (68%) e os restantes 5% referem-se a compras realizadas no estrangeiro.

 

De cá: mais ovos, carne e peixe

 

Contudo, existem produtos alimentares, que pela sua natureza agrícola ou agrícola-industrial, são produzidos nos Açores e que, por esse motivo, representam uma percentagem significativa nas compras de grandes superfícies comerciais. 

Por exemplo, os ovos adquiridos por aquelas superfícies comerciais, em 2018, foram 93% produzidos na Região Autónoma dos Açores. 

A compra de carne fresca ou frigorificada, incluindo animais vivos, de grandes superfícies foi 82% de origem açoriana. 

A compra de peixe, crustáceos e moluscos e produtos à base de peixe, frescos ou frigorificados no mercado açoriano representou igualmente 82% do total de compras de grandes superfícies comerciais e a compra de carne congelada ou processada (salgada, fumada, seca, etc.), incluindo presunto e toucinhos, foi 53% de produção açoriana.