Artigos

Livro póstumo de Manuel Ferreira lançado até final do ano

  • Imprimir

MANUEL-FERREIRAO 36.º livro do escritor açoriano Manuel Ferreira será lançado, a título póstumo, no último trimestre do ano, adiantou o editor, revelando que a obra narra a vida amorosa de um filho do Marquês de Pombal.
“A obra está concluída. O autor iniciou connosco a paginação, mas não teve tempo de terminar os últimos dois capítulos. Temos uma pessoa que nos ajudou na coordenação e enviámos as provas à família para darem a sua aprovação”, disse à Lusa o editor Ernesto Resendes.
O escritor e jornalista Manuel Ferreira, considerado uma referência na vida literária dos Açores, morreu no início de Dezembro no Hospital de Ponta Delgada, aos 96 anos.
O livro, que terá uma primeira tiragem de 500 exemplares, é um romance “sobre o Marquês de Pombal casamenteiro”, onde, segundo Ernesto Resendes, “há um conto sobre um filho do marquês, que teve um casamento falhado e depois a senhora foi viver para um convento em Itália e voltou a ser feliz”.
“O lançamento do livro será no último trimeste. Estamos a agendar uma data que será possivelmente em Setembro, no início da nova época de livros ou então passar para Novembro. Temos de combinar com a família, que está metade em S. Miguel e metade em Lisboa. Gostávamos que estivessem todos presentes”, disse.
A editora açoriana Publiçor publicou grande parte dos livros de Manuel Ferreira, sendo que o escritor integra o Plano Regional de Leitura com “O Barco e o Sonho”.
A sua principal obra literária, o conto “O Barco e o Sonho”, publicada em 1979 pela editora Publiçor, com sucessivas reedições, foi adaptada a uma séria televisiva com o mesmo título na RTP/Açores pelo realizador José Medeiros.
A obra póstuma do escritor será apresentada na Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, instituição que além de ter todos os livros publicados por Manuel Ferreira tem patente ao público até 07 de Novembro uma mostra de quatro edições especiais.
“Todos aqueles livros especiais que fizemos para o senhor Manuel Ferreira, como o livro do seu tamanho, com 1,68 metros, 39 quilos e 332 páginas, um livro que enviámos para o presidente do Estados Unidos da América, um livro com a viola de dois corações, que só existem dois exemplares, o que está exposto e outro está no Museu do Fado”, referiu Ernesto Resendes.