Artigos

Dia dos Amigos fortalece “interacção social”, diz sociólogo

dia-dos-amigosA partir de hoje, e durante as próximas três quintas-feiras que antecedem o Carnaval, um pouco por todas as ilhas dos Açores, há festejos muito particulares dedicados aos amigos, amigas, compadres e comadres.

Acredita-se que o Dia de Amigos, comemorado hoje na Região, foi criado pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro, a 20 de Julho de 1969, em Buenos Aires, na Argentina, com o propósito de comemorar o dia da chegada do homem à Lua, tendo sido a partir daí adoptado por outros países.

Contudo, nos Açores, esta tradição, segundo alguns relatos orais que passaram de geração em geração, já existe há mais de um século, o que nos leva a concluir que as comemorações iniciadas por Ernesto Febbraro não têm qualquer relação com as que se fazem sentir nas ilhas açorianas.

Esta tradição peculiar que, além de festejar a época carnavalesca, assinala também a amizade e fortalece a interacção social.

De acordo com o sociológo Miguel Brilhante, em declarações à agência Lusa, esta "é uma tradição que preza a união e a interacção entre as pessoas, neste caso vivenciar, nas suas quatro semanas anteriores, provavelmente aquilo que seja a folia do Carnaval."

Estas comemorações têm atraído cada vez mais pessoas, mas prevalece sempre um dado curioso: a separação dos sexos e dos géneros. "São quatro elos de interacção muito importantes que fazem parte da proximidade interpessoal dos indivíduos", referiu, ao analisar o facto de a celebração de amigos ser restringida a grupos de homens e das amigas a mulheres.

De acordo com Miguel Brilhante, "acabam por ser sempre grandes laços de proximidade entre as pessoas, mas o que carrega mais unicidade desde fenómeno é a separação dos sexos, dos géneros, fazendo convívios em que são partilhados com amigos e na semana seguinte com as amigas e depois os compadres e as comadres."

"E é curioso verificar que, quer no jantar de amigos ou no dia das amigas, as pessoas transformam-se como se o mundo fosse daquele sexo naquele dia", afirmou.

Para assinalar as datas, restaurantes e bares organizam almoços e jantares especiais, mas a tradição tem também vindo a sofrer algumas alterações associadas às ofertas dos tempos modernos, com a realização de espectáculos de striptease masculinos e femininos.

Miguel Brilhante sublinhou ainda os efeitos transversais que a realização deste tipo de eventos provoca junto dos empresários locais. "Podemos verificar que esta tradição convoca as pessoas todas as quintas-feiras a um almoço ou jantar e depois associar a estes tipos de festejos extras que ou são mais interactivos ou mais selectos ou fora do contexto que qualquer um consegue dinamizar no seu dia-a-dia", acrescentou.

Para o sociólogo, esta tradição trata-se, assim, de "uma particularidade histórica com repercussões sociais interessantes", quer seja no Dia dos Amigos ou Amigas, mas ambos dando importância ao "papel e continuidade da amizade", finaliza.

Para a semana, elas terão a oportunidade de fazer o que eles fazem o resto do ano com muito mais facilidade. Desde as jovens às menos jovens, casadas ou solteiras, juntam-se em grupos, jantam, desinibem-se sem olhar para o relógio e os bares e restaurantes fazem tudo para não as desiludirem.

No entanto, ainda se mantêm os convívios mais resguardados e sem grande confusão, compostos por jantares em ambientes calmos, onde há a oportunidade de conversar. Afinal, é da celebração da amizade que esses dias simbolizam.

II Fórum da Cultura Taurina arranca hoje debaixo de protestos

toiro1O II Fórum Mundial da Cultura Taurina, um evento que reúne aficionados de uma dezena de países, arranca hoje em Angra do Heroísmo, na Terceira, Açores, debaixo de muitos protestos.

A iniciativa, organizada pela Tertúlia Tauromáquica Terceirense (TTT), é contestada por centenas de cidadãos que, nas últimas semanas, encheram as caixas de correio electrónico dos deputados à Assembleia Legislativa dos Açores com cartas de "repúdio" e "contestação".

Os subscritores deste protesto recusaram-se, no entanto, a ser ouvidos pelo parlamento regional, revelou à Lusa a presidente da Comissão Parlamentar de Assuntos Sociais, Catarina Furtado, a quem competiria apreciar o tema.

A Assembleia Legislativa dos Açores assumiu as mensagens electrónicas enviadas aos deputados como se fosse uma petição, mas os signatários, contactados pelos serviços parlamentares, "explicaram que apenas pretendiam manifestar o seu desagrado em relação ao evento", que entendem ser um primeiro passo para uma nova tentativa de legalização da ‘sorte de varas’ nos Açores.

O tema, que divide a opinião dos deputados açorianos, não será, por isso, discutido no plenário da Assembleia Legislativa dos Açores.

Apesar disso, o II Fórum Mundial da Cultura Taurina, que vai decorrer até sábado, continua a ser alvo de contestação popular e também de algumas associações de defesa dos animais, nomeadamente da associação ANIMAL, que já anunciou a intenção de se manifestar no local de forma "simbólica e silenciosa", por ser contra qualquer tipo de iniciativa que envolva "sofrimento para os animais".

O presidente da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, Arlindo Teles, desvalorizou as críticas que a realização do evento tem suscitado, considerando que "não fazem sentido".

Nesse sentido, criticou que se pretenda "fazer passar a ideia de que o fórum é para relançar a sorte de varas, quando se trata de uma reunião à escala internacional para um momento de reflexão".

"O fórum é mais um dos meios previstos no projeto Taurotur, desenvolvido pela Tertúlia Tauromáquica Terceirense, para a internacionalização da tauromaquia terceirense, a sua afirmação como produto turístico e a divulgação do destino Açores", frisou Arlindo Teles.

As touradas são uma expressão cultural com grande tradição nos Açores, especialmente na ilha Terceira.

ARTE E COR exposição de artesanato de Lurdes Couto em Vila Franca do Campo

O interesse e o gosto de Lurdes Couto pelo artesanato acompanha-a desde a infância, com o incentivo familiar. A sua formação inclui artesanato em escamas de peixe, tapeçaria de Arraiolos, artes decorativas, trabalho em estanho e pintura em tela.

A exposição ARTE E COR, agora inaugurada na Galeria Dr. Augusto Simas, no Centro Cultural de Vila Franca do Campo, e que vai estar patente até 12 de março 2012, de 2ª a 6ª feira, das 08H30 às 17H00, é a primeira exposição individual da artista/artesã e apresenta uma variedade de trabalhos em que são utilizadas técnicas e artes que Lurdes Couto mostra dominar com maestria.

Rodrigo Oliveira defende que “Regiões Ultraperiféricas são exemplos de afirmação dos valores europeus”

Rodrigo Oliveira, Subsecretário Regional dos Assuntos Europeus e Cooperação Externa, defendeu ontem, em Bruxelas, que é necessário "uma resposta eficaz à crise que nos atinge, transversalmente e nos mais variados níveis", informa nota de imprensa do GaCS.

Na presença do Comissário Europeu responsável pelo Desenvolvimento, Andrís Piebalgs, do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Dinamarca, Villy Søvndahl e da Ministra do Ultramar de França, Marie-Luce Penchard, Rodrigo Oliveira salientou a importância "da projecção global da Europa, dos seus valores e do seu modelo de desenvolvimento" acrescentando que "as Regiões Ultraperiféricas são, sem excepção, exemplos da pertinência e da afirmação global destes valores europeus."

Rodrigo Oliveira discursava na sessão de abertura do Fórum "União Europeia – Países e Territórios Ultramarinos", no qual participa em representação do Presidente do Governo e Presidente da Conferência de Presidentes das Regiões Ultraperiféricas, Carlos César. "Independentemente dos diferentes estatutos jurídico-constitucionais dos nossos territórios, não é difícil encontrar semelhanças entre as oito Regiões Ultraperiféricas da UE e os vinte e seis Países e Territórios Ultramarinos associados à União Europeia", frizou, dando como exemplo a grande distância, pequena dimensão ou a insularidade, mas também o facto de serem "repositórios de uma imensa e valiosa biodiversidade, em terra e no mar, laboratórios naturais por excelência para a investigação científica, em áreas como a oceanografia, vulcanologia, nas tecnologias aeroespaciais, biotecnologia ou energias renováveis."

O Fórum "União Europeia – Países e Territórios Ultramarinos" reúne representantes das instituições europeias e dos vinte e seis Países e Territórios Ultramarinos (PTU). Embora não façam parte da União Europeia, devido às ligações constitucionais que têm com os Estados-Membros da Dinamarca, França, Países Baixos e Reino Unido, possuem um estatuto particular de "associados", concebido para promover o seu desenvolvimento económico e social.

"A Europa nunca se poderá afirmar globalmente sem o diálogo, a estabilidade, a parceria e o desenvolvimento dos seus parceiros estratégicos. Sem prejuízo dos diferentes estatutos que nos diferenciam, Regiões Ultraperiféricas e Países e Territórios Ultramarinos constituem verdadeiras mais-valias, cuja potencialidade urge aproveitar em benefício da projecção da Europa no Mundo", finalizou Rodrigo Oliveira.

Cinema de quarta a domingo no Nordeste

A sala de cinema do Nordeste reabre esta semana com a exibição de quatro filmes em película normal (35mm). As sessões vão de hoje, quarta-feira, até domingo, com excepção da sexta-feira, pelas 21h00, no Centro Municipal de Actividades Culturais.

A sessão de domingo será matiné, pelas 15h00. Serão exibidos filmes de finais de 2011, entre estes, Confissões de uma Namorada de Serviço, do realizador Steven Soderbergh, Transgressão, de Joel Schumacher, Os Três Mosqueteiros, de Paul W.S. Anderson, e Alta Golpada de Brett Ratner. A programação está disponível no sítio da Câmara Municipal do Nordeste.