Artigos

Linguiça de São Miguel em ‘fast food’ no Havai

Mc DonaldsOs milhares de açorianos que no século XIX emigraram para o Havai deixaram marcas no arquipélago norte-americano que ainda hoje se mantêm. Uma das mais recentes é a venda da tradicional linguiça de São Miguel nos restaurantes McDonalds.
“A linguiça de São Miguel é vendida ao pequeno-almoço no McDonalds há cerca de três anos e é acompanhada de arroz e dois ovos estrelados. Alguns gostam de adicionar sal ao arroz”, explica à agência Lusa Fátima Cameron, de 73 anos, natural da ilha Terceira, emigrada há 40 anos, residente em Maui e dos poucos emigrantes portugueses que ainda mantêm a língua naquele estado norte-americano.
Segundo a agência Lusa, cerca de 12 mil emigrantes dos Açores e Madeira chegaram ao Havai entre 1878 e 1888, na sua maioria originários da ilha de São Miguel, para trabalharem na cana-de-açúcar, deixando a sua presença cultural até hoje, mas sem preservarem a língua.
“Poucas pessoas falam o português. Os descendentes só sabem palavras como pão doce, referindo-se à massa sovada, bacalhau e linguiça, bem como malassadas, que se continua a fazer no Havai e são consumidas por todos os habitantes, e pouco mais do que isso”, refere Fátima Cameron.
Fátima Cameron explica que os descendentes de portugueses no Havai têm por hábito fazer também vinha de alhos para usar na carne de porco, uma tradição também da ilha de São Miguel, mas que apenas surge no Natal.
Audrey Rocha Reed, que foi CEO da J.Walter Cameron Center, uma organização sem fins lucrativos, reformada desde 2007, afirma que existem actualmente “muitos poucos descendentes” de portugueses de origem açoriana ou madeirense ainda vivos no Havai, estimando-se que sete por cento da população seja de origem lusa.
Audrey Reed destaca que para além da culinária, a presença dos Açores faz-se sentir através das festas do Espírito Santo, com a particularidade da maior parte dos rancheiros não serem de origem portuguesa nem católicos.
Audrey Reed revela que a ilha de Maui vai possuir “em breve” um centro cultural português, o primeiro no Hawai, que será construído com fundos públicos do governo do arquipélago e do condado (Maui), devendo estar concluído em Agosto de 2014.
“O centro irá dispor de cerâmica, livros, vídeos, jogos para crianças, entre outros produtos culturais, a par de informação genealógica sobre as famílias portuguesas que se instalaram no Hawai durante o período de 1878 e 1913, quando a emigração começou oficialmente e acabou”, refere.
“Se a cultura portuguesa no Havai está viva? Sim e não! A língua desapareceu para a maior parte, daí que seja difícil manter uma cultura sem a língua”, declara Audrey Reed.
Audrey Reed, que é produtora do único programa de rádio português que resta no Havai, refere que tem música do todo o mundo que fala português.
“Adoro, especialmente a música dos Açores e Madeira. Amigos enviam-me CD e eu costumo também encomendar à casa Furtado’s, em San José, Califórnia”, conclui Audrey Reed.

PSP detém jovem de 20 anos na posse de heroína

PSP3A Polícia de Segurança Pública (PSP), através da Esquadra de Investigação Criminal, da Divisão Policial de Ponta Delgada, deteve na última terça-feira, dia 20 de Agosto, um jovem de 20 anos que se encontrava na posse de 16,8 doses de heroína.
A detenção ocorreu no âmbito de uma abordagem policial, tendo sido ainda apreendida a quantia de 225 euros e outros artigos relacionados com o tráfico de estupefacientes, ao mesmo indivíduo.
A PSP abordou ainda outro indivíduo, de 23 anos, que acompanhava o detido,  estando na posse 1,68 doses gramas de heroína.
De acordo com o relatório diário da força policial, em Rabo de Peixe, foram detidos dois homens, maiores de idade, por condução de um velocípede e um veículo automóvel, sob a influência de álcool, apresentando taxas de álcool no sangue de 1.49 e 1.56 g/l.
Por outro lado, na Povoação, foi realizada uma operação de fiscalização rodoviária, tendo sido fiscalizados 57 veículos e detectadas 16 infracções de natureza contraordenacional.

Fiscalização no Monte Verde Festival


No âmbito de uma fiscalização e revistas, levadas a efeito no “Festival Monte Verde”, que decorreu entre os dias 14 e 18 de Agosto, a PSP identificou cinco suspeitos, do sexo masculino, com idades compreendidas entre os 17 e os 27 anos de idade, na posse de haxixe, cujas quantidades variaram entre 1 e 20 doses.
Na sequência da acção, foram elaborados os respectivos Autos de Ocorrência e os mesmos notificados para a Comissão Dissuasora da Toxicodependência.
Por sua vez, no âmbito de actuação da Esquadra de Angra do Heroísmo, foi detida uma mulher, de 21 anos, por condução de um veículo automóvel, sem habilitação legal.
Em Santa Cruz da Graciosa, a PSP efectuou uma operação de fiscalização rodoviária, onde fiscalizou 15 veículos e detectou uma infracção de natureza contraordenacional, por falta de documentos.
Quando à Divisão Policial da Horta, no âmbito de actuação da Esquadra de Trânsito, as autoridades detiveram um homem, de 59 anos de idade, por condução de um ciclomotor, sob a influência de álcool, com uma TAS de 1.84 g/l.
Nas Lajes do Pico, foram fiscalizadas 28 viaturas e detectadas cinco infracções de natureza contraordenacional, nomeadamente por falta de documentos e outras diversas.
Relativamente a sinistralidade rodoviária, o relatório de actividade policial aponta a ocorrência de cinco acidentes de viação nos Açores, na última terça-feira, dos quais resultaram um ferido grave, três ligeiros e danos materiais.

Festival de Parapente em São Miguel na 19º edição

parapenteSão Miguel recebe de hoje a domingo o 19.º Festival de Parapente dos Açores, um destino que praticantes da modalidade de todo o mundo procuram cada vez mais por causa das características muito próprias da ilha.
Perto de 80 pessoas estão inscritas no festival deste ano, que se prolonga até domingo e tem nos baptismos de voo uma das suas “marcas registadas”, havendo sete pilotos contratados propositadamente para este fim, disse à Lusa o presidente do Clube Asas de São Miguel, João Brum.
Entre os convidados para a edição de 2013 estão ainda acrobatas como os irmãos Green, que já passaram noutros anos pelos Açores e são uma das duplas mais famosas do mundo.
Outro dos convidados que passará por S. Miguel é Seiko Fukioka, que tem actualmente o recorde mundial feminino de distância em parapente (um voo de 336,4 quilómetros) e é vice-campeã mundial da modalidade.
Segundo João Brum, a dimensão do festival tem-se mantido, sendo esse também o objectivo do clube, que tem “dimensões muito pequenas” e teria dificuldade em deslocar mais de cem pessoas pela ilha.
O presidente do Clube Asas de S. Miguel, que organiza o evento, revelou que este ano as entidades contactadas para apoiarem o festival usaram muito a “desculpa da crise” e foi difícil conseguir alguns patrocínios, o que lamentou, dado o impacto que a modalidade tem na ilha.
“Sabemos que é um número residual de visitantes que vem à ilha de São Miguel, mas são já cerca de 200 pessoas por ano. E o piloto de parapente não vem para aqui de tenda ou de mochila às costas. Fica em hotéis, geralmente prefere as casas de turismo rural, alugam carros, vão aos restaurantes… Tudo isso tem uma envolvência económica que já é importante. Para um clube tão pequeno e uma modalidade considerada radical… Acho que devia ser acarinhada”, afirmou.
Segundo João Brum, o número de praticantes de parapente que procuram São Miguel tem crescido todos os anos, sendo um destino com características especiais para a prática da modalidade, atraindo, por exemplo, escolas e pilotos inexperientes.
A ilha é hoje uma espécie de “pastagem gigantesca” e “a dificuldade é escolher em que pastagem aterrar, por são tão facilitadas, não há obstáculos físicos”, explicou. Além do “relevo muito suave”, o “clima é ameno”, acrescentou.
Por outro lado, disse ainda, a ilha tem apenas 80 quilómetros de extensão, pelo que os praticantes de parapente podem “de manhã faz ‘whale watching’ [observação de baleias] e nadar com golfinhos ou mergulhar e à tarde voar e depois tomar banho nas águas quentes das cascatas que há um pouco por toda a ilha”.
“A proximidade entre locais e modalidades a praticar e actividades a fazer que atrai muita dessa gente”, afirmou.

Autarquia de Ponta Delgada paga fornecedores a 28 dias

camara pdlA Câmara Municipal de Ponta Delgada reduziu para 28 dias o Prazo Médio de Pagamentos a Fornecedores, no segundo trimestre de 2013.
O número está divulgado na Ficha do Município de Ponta Delgada da DGAL – Direcção Geral das Autarquias Locais, relativa ao 2.º Trimestre de 2013, a 30 de Junho do ano em curso, confirmando como de 28 dias o Prazo Médio de Pagamento da Câmara Municipal de Ponta Delgada a fornecedores, uma redução de 12 dias em relação ao prazo médio no final de 2012, que era de 40 dias, e, no primeiro trimestre de 2013, de 33 dias.
Segundo José Manuel Bolieiro, trata-se de “uma redução constante e consolidada, que segue uma gestão financeira de rigor com impacto positivo aos níveis sociais e económicos. Isto é, vem proteger e dar prioridade à liquidez das empresas para que elas próprias possam manter a empregabilidade dos seus trabalhadores ao mesmo tempo que contribuem para o desenvolvimento económico do maior concelho açoriano”.
Para o autarca, “pagar a horas é um acto de gestão que, nos tempos actuais, valoriza a sustentabilidade das empresas e a dinamização da economia, em geral, e do tecido empresarial de Ponta Delgada, em particular. E isto, num cenário financeiro mais adverso que no passado”.

Vasco Cordeiro é convidado de honra das Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra

Vasco Cordeiro3O Presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, vai participar como convidado de honra nas Grandes Festas do Divino Espírito Santo da Nova Inglaterra, a maior manifestação cultural açoriana na diáspora, que decorrem em Fall River, no estado norte-americano de Massachusetts, de 22 a 26 de Agosto.
Na sexta-feira, 23 de Agosto, Vasco Cordeiro participa na cerimónia da bênção das pensões, que decorrerá no Kennedy Park e será presidida por D. Teodoro Faria, Bispo Emérito do Funchal, integrando no dia seguinte o cortejo do Bodo de Leite e o desfile etnográfico, que culminará com a tradicional distribuição de leite e massa sovada a todos os presentes.
O Presidente do Governo dos Açores terá no domingo, dia maior das Festas, um encontro com membros do PALCUS (Portuguese-American Leadership Council of the United States), a que seguirá a missa solene de coroação, concelebrada por D. Teodoro de Faria e por D. George Coleman, Bispo de Fall River.
Durante a tarde, Vasco Cordeiro integra a procissão da coroação, que incorporará entidades oficiais, mordomias e bandas filarmónicas da Nova Inglaterra, Canadá e Portugal, terminando no Kennedy Park.
 Na segunda-feira, 26 de agosto, realiza-se o jantar de encerramento das Grandes Festas do Espírito Santo, em Westport, onde são esperadas cerca de quatro centenas de pessoas e representantes de dezenas de instituições ligadas às comunidades açorianas.