Artigos

Casa do Povo da Ribeira Grande volta a oferecer almoço aos romeiros da Conceição

Romeiros Conceição RGA Casa do Povo da Ribeira Grande ofereceu, no passado Sábado, dia 23 de Março, um almoço ao Rancho de Romeiros da Conceição, “uma espécie de boas-vindas no regresso cansado a casa e uma forma de manifestar gratidão por quem se sujeita a todas as intempéries e riscos pelas intenções de todos nós”, escreve a instituição, em nota.

O encontro, que ocorreu na Freguesia dos Fenais da Luz, “abençoado” pela chuva, “ficou marcado pela simplicidade, fraternidade e convívio entre todos”. Segundo a instituição, ao contactar com os irmãos romeiros sente-se o verdadeiro sentido da frase “Somos todos irmãos uns dos outros”, uma  forma de tratamento tão própria e genuína dos ranchos, o que nos transporta logo para Aquele, o Cristo, que verbalizava a palavra “irmão” sempre que se dirigia ao seu Próximo. 

Na oração, o contra-mestre resumiu em poucas palavras, “poucas mas profundas”, o ambiente vivido entre todos, e salientou a “importância da partilha e da entreajuda, sentimentos vividos e sentidos que não se esgotam no termo das romarias, pelo contrário devem ganhar vida própria e acompanhar-nos ao longo de todo o ano”.

Para a Direcção da Casa do Povo da Ribeira Grande, “o participar nas romarias, através da oferenda dos almoços, é uma iniciativa solidária já tão enraizada na instituição que todos os anos há esta necessidade de partilhar uma refeição assim como Jesus partilhou com os seus apóstolos na última ceia”. 

“E ao estar entre estes irmãos sente-se claramente a presença daquele que morreu numa Cruz pela salvação do mundo, uma Presença que nos anima a suportar toda e qualquer agrura da vida”, lê-se na nota divulgada pela instituição.

Igreja das Sete Cidades reabre depois de requalificada

Igreja Sete CidadesA Igreja de São Nicolau, na Freguesia das Sete Cidades, reabriu este Domingo depois de sofrer obras de requalificação.

A obra contou com apoios da Câmara de Ponta Delgada, Governo, emigrantes residentes nos Estados Unidos da América e no Canadá e de alguns habitantes da freguesia, o que, para o Presidente do município, José Manuel Bolieiro, “é a prova de que, através da conjugação de esforços, se consegue fazer mais e melhor pela nossa população”.

Bolieiro falava na cerimónia de reabertura daquela Igreja, que aconteceu após o desfile da Banda Lira de Sete Cidades e do descerramento das placas comemorativas.

“Esta Igreja de São Nicolau faz parte da identidade da freguesia e da paróquia das Sete Cidades. É das mais raras dos Açores, pelas suas características e pela sua entrada imponente e sem paralelo em todas as ilhas”, disse o autarca, salientando que “era impensável deixarmos cair e degradar aquilo que é a história e identidade de um povo”.

Na ocasião, a Presidente da Junta de Freguesia das Sete Cidades, Cidália Pavão, afirmou, por sua vez, que a obra era há muito ansiada pela população da localidade e agradeceu os apoios cedidos.

Jardim Fest 2019 em Setembro no Parque Urbano

parque urbanoO Jardim Fest, iniciativa do Centro Regional de Apoio ao Artesanato (CRACA), vai realizar-se, este ano, nos dias 6, 7 e 8 de Setembro, no Parque Urbano da cidade de Ponta Delgada.

As datas do evento foram anunciadas na Quarta-feira, na apresentação do festival, que verá o seu programa ser anunciado a 5 de Junho, Dia Mundial do Ambiente.

A única confirmação, até ao momento, é a presenta da banda portuguesa de soul e funk HMB. 

À semelhança do que aconteceu com as edições anteriores, o Jardim Fest “une património e música, turismo e cultura, lazer e prazer, num conceito que pretende trazer a festa para a luz do dia, num jardim que é de todos”.

Paralelamente à música, o festival promete também actividades culturais que passam pelo artesanato, streetfood, cinema, workshops e animação, e a câmara municipal de Ponta Delgada volta a ser parceira na organização.

Na apresentação do evento, que decorreu no Parque Urbano, foi assinalado o Dia Mundial de Árvore com 65 crianças do ATL da Coriscolândia, onde marcou presença a vereadora Alexandra Viveiros, em representação do Presidente da Câmara Municipal, José Manuel Bolieiro

 

Bilhetes para concerto de Caetano Veloso e filhos à venda a 26 de Março

teatro micaelense grande

Será já na próxima Terça-feira, 26 de Março, que o Teatro Micaelense inicia a venda de bilhetes para o espectáculo “Ofertório”, que Caetano Veloso e os seus filhos, Moreno, Zeca e Tom apresentam nos dias 7 e 8 de Julho.

Para além das duas noites no Teatro Micaelense, o mundialmente aclamado “Ofertório”, que esgotou o Coliseu de Lisboa e o Coliseu do Porto, em 2018, será apresentado novamente, em Julho, nos coliseus de Lisboa e Porto, bem como no CAE da Figueira da Foz e no Teatro das Figuras, em Faro.

“Ofertório” é uma celebração do amor pela música e pela família, numa comovente e generosa partilha com o público. A propósito deste espectáculo especial, Caetano Veloso revela que “há muito tempo que tenho vontade de fazer música junto aos meus filhos publicamente. Desde a infância de cada um deles gosto de ficar perto. Cada um é um. Sempre cantei para eles dormirem. Moreno e Zeca gostavam. Tom me pedia para parar de cantar. Indo por caminhos diferentes, todos se aproximaram da música a partir de um momento da vida. Moreno, que nasceu vinte anos antes de Zeca, formou-se em física. Tom, que nasceu cinco anos depois de Zeca, só gostava de futebol. Moreno e Tom já se profissionalizaram como músicos. Zeca, depois de passar parte da adolescência experimentando com música electrónica, começou a compor solitariamente. Quero cantar com eles pelo que isso representa de celebração e alegria, sem dar importância ao sentido social da herança”, referiu.

Os bilhetes para os concertos no Teatro Micaelense, que contam com o patrocínio do Grupo EDA, têm um preço de 60 euros, para a plateia, e 50 euros, para o balcão, e estarão à venda, a partir das 14h00, na bilheteira do Teatro Micaelense e em bol.pt.  O desconto de Cartão de Espectador Frequente (20%), o único aplicável a estes concertos, obtém-se apenas adquirindo os bilhetes na bilheteira do Teatro Micaelense.

PSP detém condutor sem carta e na posse de heroína

PSP3A Polícia de Segurança Pública (PSP) da esquadra de Ponta Delgada deteve um homem de 26 anos, na posse de droga.

O indivíduo foi detido, no passado dia 15 de Março, por condução sem habilitação legal, mas “após revista sumária” foram-lhe apreendidas 33,6 doses de heroína, segundo refere o relatório de actividade policial.

Já no concelho de Vila Franca do Campo, no Sábado, foi detido um homem, de 55 anos idade, por furto de produtos agrícolas, nomeadamente silagem.

Entretanto, a PSP de Rabo de Peixe deteve um homem de 31 anos por violência doméstica, após ter agredido a cônjuge, e outro homem, de 41 anos, por posse de um bastão extensível, considerado uma arma ilegal.

Ainda em Rabo de Peixe,  um condutor de 32 anos foi detido, na sequência de um acidente de viação, por conduzir sob a influência de álcool, apresentando uma taxa de alcoolemia de 1,90 g/l.

 

Detidos 6 condutores com álcool e registados 27 acidentes 

 

De 15 a 17 de Março, nos concelhos de Ponta Delgada e Ribeira Grande, a PSP deteve seis condutores alcoolizados, com idades compreendidas entre os 29 e 63 anos, que apresentava taxas de álcool no sangue a variar entre os 1,32 os 1,90 g/l.

Ainda de acordo com o relatório da PSP, foram também detidos três condutores - entre os quais uma mulher - por condução sem habilitação legal, e outros três indivíduos por “cumplicidade no mesmo tipo de crime”.

Quanto à sinistralidade rodoviária, a PSP dá conta da ocorrência de 27 acidentes de viação nos Açores, durante o fim-de-semana, que resultaram em quatro feridos ligeiros e danos materiais.

 

Operação “Risco Mínimo”

 

Entretanto, a PSP avançou ontem que o Comando Regional dos Açores está a promover, até de 24 de Março a operação “Risco Mínimo”.

O objectivo, revela a PSP em comunicado, passa por “prevenir e dissuadir comportamentos de risco que, de forma decisiva, contribuem para a produção de acidentes rodoviários”.

Através de um “ajustado emprego de meios humanos e materiais de que dispõe”, a polícia está a proceder à “fiscalização de cintos de segurança e sistemas de retenção”. “Complementarmente”, a PSP está a desenvolver uma campanha de prevenção rodoviária, com duas acções de fiscalização. A primeira teve lugar ontem, “direccionada para as principais causas da ocorrência de acidentes graves, mormente atropelamentos”, e a segunda será realizada no próximo dia 23 de Março, entre as 02h00 e as 08h00, sendo dirigida à “condução sob a influência do álcool e controlo de velocidade”, informou a PSP.