Artigos

100 mil euros para a reparação do telhado do Santuário

Santuário Santo CristoA Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas anunciou ontem que o Governo dos Açores vai atribuir um apoio, no valor de 100 mil euros, ao Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres, para reparação do telhado do Santuário.

Após reunir com o Reitor do Santuário, Ana Cunha adiantou que o telhado está infestado de térmitas, sendo que a intervenção se revelou “absolutamente necessária e até prioritária em relação ao tudo o resto, porque o telhado protege todo o edifício”.

A Secretária Regional adiantou, no entanto, que o apoio do Governo dos Açores não se fica por aqui, já que “existem outras formas de colaboração e de futuro estamos a pensar continuar essa colaboração”, por exemplo, “através da afectação das competências que temos nas Obras Públicas a diversas situações que são necessárias, no âmbito de uma empreitada, como por exemplo, e tivemos possibilidade de falar, inclusivamente na disponibilização de alguma fiscalização ou da fiscalização total de obras que tenham, e de intervenções que tenham aqui lugar, disponibilização de engenheiros, economistas, jurista e num eventual processo de concurso e de análise de propostas de empreiteiros que venham a ser apresentadas”.

Esta é “toda uma série de apoios que não são uma transferência financeira, mas são disponibilização dos recursos que existem nas Obras Públicas, a favor de uma instituição como é o Santuário de Santo Cristo”, frisou Ana Cunha.

Água açoriana Magnificat recebe prémio internacional em Estocolmo

Água MagnificatA centenária água açoriana Magnificat foi distinguida na categoria de carbonatação natural num dos maiores concursos de águas minerais e de nascente do mundo.

O prémio foi conquistado na Taste & Design Awards da Fine Water Summit, que decorreu, de 25 a 26 de Abril, em Estocolmo.

Na Competição Internacional de degustação de Águas participaram centenas de águas minerais e de nascente de todo o mundo, que foram avaliadas por um júri internacional, constituído por um painel de especialistas e sommeliers, que analisou as características das águas, através de provas de degustação, tendo a Magnificat sido eleita pela sua “unicidade e autenticidade”.

A marca de água açoriana pertence à empresa Promineral, localizada na freguesia das Furnas, em São Miguel, e é detida pela Renova, SA, tratando-se de uma água gasocarbónica mineral natural que “possui uma natureza excepcional e incomum” por ser de origem vulcânica, distinguindo-a da “esmagadora maioria das águas minerais do mundo, com e sem gás”.

Designada de “água jovem” pelos geólogos, a água açoriana, após o processo de precipitação e filtragem pelas camadas de rocha porosa vulcânica, não contacta mais com a luz do dia até ao dia e hora em que é engarrafada. 

“Ficam séculos ao abrigo da luz e do contacto com qualquer outro meio que não seja o seu ambiente natural de armazenamento: o complexo hidrológico da caldeira do vulcão dormente das Furnas, nos Açores”, lê-se na mesma nota. O seu processo de gaseificação ocorre “a alta profundida e a baixas temperaturas acabando por marcar a sua inconfundível bolha muito fina e de cariz elegante, apreciada mesmo por quem não tem por hábito consumir água com gás, dada a sua leveza”.

A mineralização natural desta água, incomum em águas gasocarbónicas continentais, é leve e, em termos moleculares, é rica em sílica e magnésio, indispensáveis ao bom equilíbrio do corpo humano.

 Em comunicado lê-se ainda que a distinção reconhece a excelência e a qualidade da Magnificat. A marca foi relançada em 2018 após investimentos significativos na fábrica localizada nas Furnas e que permitiu a ampliação da unidade industrial e a aquisição de novas linhas de enchimento de garrafas.

“Os Açores nas Filosofias e nas Ciências” de Brandão da Luz apresentado na Povoação

livro Brandão da Luz“Os Açores nas Filosofias e nas Ciências” é o nome da nova obra do professor universitário José Luís Brandão da Luz, que foi apresentada no Salão Nobre dos Paços do Concelho da Povoação.

Na cerimónia, o autarca da Câmara da Povoação, Pedro Melo, enalteceu o trabalho do autor “fazendo perpetuar nos tempos uma justa homenagem aos Açores e todos os que emprestaram o seu contributo em prol do engrandecimento da Região através da partilha de saberes e experiências”.

Pedro Melo realçou ainda o homem e profissional natural do concelho da Povoação. “Poderia deixar de relevar a ligação que este ilustre académico povoacense, que se destacou no mundo das Ciências Filosóficas, sempre manteve com a sua terra natal, tendo sido reconhecido com a distinção de “cidadão honorário do concelho da Povoação”, aquando dos 176 anos do concelho, e tendo inclusive assumido o cargo de presidente da Assembleia Municipal da Povoação, durante dois mandatos na década de noventa”.

Ainda sobre a obra, o presidente do município povoacense disse vislumbrar “neste livro, tal como o título indica, o desenvolvimento de um trabalho que poderá traduzir-se no levantamento dos preciosos contributos de vários intelectuais açorianos que reflectem a evolução da sociedade açoriana com limitações é certo, mas com muitos êxitos também, relevando assim a diversidade do conhecimento nos Açores e ao, mesmo tempo, homenageando todos os contribuíram para a sua divulgação e valorização do próprio sentimento de ser açoriano, que nas palavras de Vitorino Nemésio é e cito: o misto de isolamento e mundividência mais apropriado à definição do nosso caráter que transborda de variedade”.

A obra “Os Açores nas Filosofias e nas Ciências” foi editada pela Publiçor/Letras Lavadas e apresentada por Manuel Cândido Pimentel.

Câmara da Ribeira Grande abre candidaturas para barracas da Feira Quinhentista

feira quinhentistaA Câmara da Ribeira Grande abre, hoje, 8 de Maio, as candidaturas para as barracas da Feira Quinhentista, evento promovido pela autarquia que este ano se realiza de 8 a 14 de Julho, subordinado à temática “Ribeira Grande na Rota das Especiarias”.

Vão estar disponíveis dezoito espaços para exploração da área mercantil e artesanal (mercadores, artesãos, artífices e regatões) e nove para exploração na área alimentar (restauração), sendo que no que à restauração diz respeito existem novidades a ter em conta.

Esta será a primeira Feira Quinhentista totalmente livre de plástico descartável, sendo proibido o uso de quaisquer utensílios plásticos (copos, talheres ou pratos). Para o efeito, a comissão executiva disponibilizará vários contactos de empresas que vendem material biodegradável que deverá ser utilizado como alternativa ao plástico.

Para além disso, a utilização de material descartável não plástico deverá ser acompanhado pela respectiva ficha técnica que é fornecida pelas empresas vendedoras. Os responsáveis das barracas seleccionadas terão, ainda, que frequentar uma formação para utilização dos materiais permitidos de acordo com o regulamento da feira e manter-se-á o rigor de anos anteriores em matéria de higiene e segurança alimentar.

Os interessados devem remeter as candidaturas, registadas e com aviso de receção, até 31 de Maio de 2019, para a seguinte morada: Museu da Emigração Açoriana, Rua do Estrela 31-A, 9600-525 – Ribeira Grande. Poderão consultar as regras dos concursos através de pedido para o e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. , ou através do sítio electrónico da Câmara Municipal da Ribeira Grande (www.cm-ribeiragrande.pt).

Cantautor açoriano vai actuar para produtores e realizadores no Festival de Cannes

Cristóvam 2O artista açoriano Cristóvam vai  estar no Festival de Cannes. O músico natural da ilha Terceira faz parte do alinhamento de uma demonstração musical para produtores e realizadores, que se irá realizar em frente ao Palais des Festivals, num evento extra, a 14 de Maio.

Flávio Cristóvam vai actuar a bordo de um luxuoso iate em Cannes, “para dar a conhecer a sua música a alguns dos nomes mais influentes do mundo do cinema”, segundo foi avançado pela agência Nine Média, em comunicado.

De acordo com a mesma fonte, o evento de demonstração tem o objectivo de “aproximar os artistas dos produtores e directores, para que as suas músicas venham a ser consideradas como parte integrante da banda sonora”.

A organização da iniciativa encontra-se a cargo da The Y House, editora e produtora artística belga responsável pela edição do álbum “Hopes & Dreams” na Bélgica, especialmente activa no cinema (Phoenix films) que “considerou Cristóvam uma adição valiosa ao seu showcase”. A participação do músico açoriano neste evento poderá vir a garantir um lugar ao seu trabalho no alinhamento dos filmes do próximo ano.

Antes de Cannes, Cristóvam actua na Gala do Desporto na Angra do Heroísmo, no dia 14 de Maio e, a 25 de Maio, estará em Oeiras.