Câmara do Comércio quer conhecer o impacto da decisão da SATA

Mario fortuna111O Presidente da Câmara do Comércio e Indústria dos Açores, Mário Fortuna, disse ontem que quer conhecer o impacto da decisão da Azores Airlines de abandonar a rota entre o arquipélago e Providence, nos Estados Unidos.

Mário Fortuna considerou que as empresas públicas têm de ter “um cuidado adicional em informar o público em geral da razão de ser das políticas que seguem” e que “é preciso perceber melhor em que é que esta decisão impacta nos resultados da empresa e na qualidade do serviço que a empresa pode prestar”.

O economista falava aos jornalistas após uma reunião com os restantes membros regionais do consórcio Forward, um programa que pretende promover a investigação nas regiões ultraperiféricas da Europa, do qual faz parte a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores.

O Presidente da associação empresarial comentou, assim, o anúncio feito pela transportadora aérea açoriana de que iria abandonar, entre Junho e Setembro, a ligação entre os Açores e Providence, reforçando, por outro lado, a rota entre o arquipélago e Boston com 12 ligações semanais.

Em nota de imprensa, conforme referimos acima, a SATA Azores Airlines esclareceu que a operação para Providence será descontinuada, “por forma a melhorar a eficiência operacional da transportadora aérea e assegurar a oferta de um serviço mais eficiente e pontual em todas as rotas operadas pela transportadora”.