Novas medidas para modernizar e tornar mais eficiente atendimento na RIAC

  • Imprimir

Riac parque atlanticoO Vice-presidente do Governo afirmou ontem, em Angra do Heroísmo, que o desenvolvimento de uma Administração Pública cada vez mais ao serviço das pessoas deve ser “um objectivo comum a todos”, tendo anunciado para este ano mais investimento em equipamento tecnológico e de transformação digital da RIAC - Rede Integrada de Apoio ao Cidadão nos Açores.

“O desenvolvimento de uma Administração Pública, cada vez mais ao serviço das pessoas, aproveitando as novas tecnologias, criando condições de operacionalização das novas ferramentas, que existem para servir com maior facilidade, simplicidade e com maior eficácia e eficiência o cidadão é, sem dúvida, um objectivo que é comum a todos”, frisou Sérgio Ávila.

O titular da pasta da Administração Pública Regional falava na sessão de abertura do Seminário de Simplificação Administrativa, que se realiza no âmbito do projecto SIMPLIMAC do programa de iniciativa comunitária INTERREG MAC 2014-2020, envolvendo entidades públicas dos Açores, Madeira, Canárias, Cabo Verde e Senegal.

“Vivemos novos tempos, onde novas plataformas e novas formas de aceder à informação devem ser aproveitadas pela Administração Pública”, salientou o Vice-Presidente do Governo, considerando que a Administração Pública “só poderá ser eficaz e eficiente, e sentida como parceira dos cidadãos e das empresas, se, a cada a momento, tiver a capacidade de corresponder a essas necessidades”.

Nesse sentido, e como exemplo de correspondência entre a Administração Pública e os cidadãos e as empresas, Sérgio Ávila destacou o trabalho desenvolvido pela RIAC.

“Posso dizer que, no ano que agora terminou, a RIAC procedeu a cerca de 800 mil atendimentos, mais precisamente 798.127 atendimentos”, revelou, sustentando que, “em média, cada açoriano recorreu cerca de quatro vezes” aos serviços prestados por esta rede.

O governante anunciou “um investimento bastante significativo”, na ordem dos dois milhões de euros, em equipamento tecnológico e de transformação digital dos serviços, visando a prestação de “um serviço cada vez mais digitalizado”, facilitando, por outro lado, “o acesso das pessoas naquilo que tem de ser presencial”.

“Este ano, para evitar que haja filas de espera, vamos implementar uma ferramenta, disponibilizada através do portal [RIAC] e da linha verde, que vai permitir às pessoas marcar o seu atendimento numa hora programada, evitando, assim, perder tempo em filas de espera”, anunciou Sérgio Ávila.

Por outro lado, sempre que um cidadão pretender deslocar-se a uma loja da rede e não pretenda utilizar a modalidade de agendamento, poderá, também em breve, pedir a sua senha e acompanhar a evolução do atendimento, comodamente, através de um computador ou dispositivo móvel e, assim, melhor gerir a utilização do seu tempo.

“Essas inovações não ficam por aqui”, acrescentou Sérgio Ávila, adiantando que a RIAC vai, também este ano, “criar um sistema de notificações por SMS ou por correio electrónico que permite informar os açorianos sobre a evolução os seus pedidos”.

Além de reforçar os inúmeros serviços disponibilizados por cada uma das 54 lojas espalhadas pelas nove ilhas, o Vice-Presidente do Governo salientou que actualmente há “cada vez mais ferramentas, investimento para que a deslocação aos serviços seja cada vez menos necessária e seja possível prestar estes serviços sem que as pessoas tenham que sair de casa”.