Rede de Incubadoras dos Açores já integra cerca de 90 empresas

nonagon1A Rede de Incubadoras de Empresas dos Açores (RIEA), criada pelo Governo Regional no âmbito da estratégia de estímulo ao empreendedorismo, inovação e competitividade empresarial, já é constituída por oito incubadoras, na sequência do seu alargamento a centros de negócio privados e a entidades sem fins lucrativos dedicadas ao fomento do empreendedorismo social, e tem uma ocupação praticamente esgotada, de perto de 90 empresas.

A Unoffice, One-Solmar Business Center e CEmpA- Centro Empresarial dos Açores e, mais recentemente a Incubaçor, da Cresaçor - Cooperativa Regional de Economia Solidária, foram os privados a aderir à RIEA, que integra também a Azores Craft Lab, Go-On, Praia Links e Startup Angra.

O conjunto destas incubadoras, metade de iniciativa pública regional ou municipal e outra metade de iniciativa privada e de uma entidade sem fins lucrativos, representa actualmente uma oferta de cerca de 35 gabinetes para acolhimento de incubadas, 12 espaços de reuniões e 52 de co-work (espaços de trabalho partilhados).

A Vice-Presidência do Governo prevê este ano, face ao interesse manifestado pelas entidades privadas e centros de negócios, a adesão de ainda mais incubadoras desta natureza, reforçando e alargando a cobertura desta rede, que assenta na criação de incubadoras de base tecnológica e de base local.

Ao nível de incubadoras de base tecnológica, promovidas pelo Governo dos Açores, já se encontra em pleno funcionamento a Go-On, no Nonagon – Parque de Ciência e Tecnologia de São Miguel, e está em fase de instalação a incubadora do Terinov – Parque de Ciência e Tecnologia da Terceira, num investimento já executado.

Vão igualmente ser criadas incubadoras de base tecnológica na futura Escola do Mar, na ilha do Faial, e no Centro de Desenvolvimento e Inovação Empresarial de Santa Maria, dois investimentos públicos que se encontram a decorrer.

Também já está a funcionar no Centro Regional de Apoio ao Artesanato, em S. Miguel, a Azores Craft Lab, na área temática do artesanato, com a instalação física de incubadas e virtual de empresas de outras ilhas.

Relativamente a incubadoras de base local, na sua maioria de iniciativa das Câmaras Municipais, além da Praia Links e da Startup Angra, na Terceira, existem actualmente mais projectos em fase adiantada de concretização.

O Governo dos Açores vai prosseguir, em 2019, diversas medidas com o objectivo de promover um ecossistema regional de apoio ao empreendedorismo, em articulação com o poder local e em parceria com outras entidades e centros de negócio, inseridas na estratégia de incremento da actividade económica da Região, de valorização da estrutura produtiva e de apoio ao surgimento de novas empresas nos sectores considerados estratégicos para o desenvolvimento da Região.

Nesse sentido, além dos incentivos disponíveis no Competir+, do Vale Incubação Açores para as ‘startup’ na Rede de Incubadoras de Empresas e do Concurso Regional de Empreendedorismo, entre outras acções, a Vice-Presidência do Governo vai realizar, através da SDEA - Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores, a II Reunião de Incubadoras da RIEA.

Mais Lidas nos últimos 3 dias

Greve na SATA a partir de Junho?
terça, 21 maio 2019, 00:00
Produção de electricidade sobe a pique
quarta, 22 maio 2019, 00:00