Navios de cruzeiros trazem aos Açores cerca de 22 mil passageiros este mês

marco polo pdl

Com o aproximar da Primavera os Açores  irão começar a receber algumas escalas de navios que normalmente passam o inverno sediados nas Caraíbas e que nesta altura começam a regressar à Europa para a temporada de Verão.

Assim, em Ponta Delgada, teremos nove escalas, que deverão trazer a esta ilha cerca de 16.400 passageiros e 6.600 tripulantes. 

Também a Praia da Vitória irá receber duas escalas  que poderão levar àquela cidade terceirense cerca de 4.000 passageiros e  perto de 2.000 tripulantes. 

Igualmente, para a cidade da Horta, estão programadas duas escalas com a previsão de 1.500 passageiros e 850 tripulantes,

Destas escalas merecem destaque o regresso a Ponta Delgada do MSC DIVINA, um dos mais populares paquetes da MSC Cruises, que regressa à Europa depois de ter feito a temporada de inverno sediado em Miami, assim como o BRITANNIA, navio almirante de P&O que depois de passar o inverno sediado nas Caraíbas regressa ao velho continente para a temporada de verão baseado em Southampton. 

Igualmente, o regresso à cidade da Praia da Vitória do paquete VENTURA da P&O deve ser realçada, pois marca o incremento de escalas que este ano aquela operadora  tem feito naquele porto da ilha Terceira. 

De registar ainda a escala inaugural, na cidade da Horta, do STAR PRIDE, da Windstar Cruises, no dia 28.

 

“Marco Polo” amanhã em S. Miguel

 

As escala em Ponta Delgada iniciam-se  já amanhã, com a visita a esta cidade do veterano paquete MARCO POLO, da operadora britânica Cruise & Maritime Voyages, que fará nesta cidade a última escala de um excelente itinerário denominado “70 Night Grand Circle South America Voyage”, que levou aquele navio a visitar um conjunto muito abrangente de portos em toda a América do Sul e Caraíbas, visitando igualmente no inicio deste cruzeiro  as cidades de Lisboa, Funchal, La Palma e Mindelo.

Construido em 1965 como Alexendr Pushkin, para a operadora estatal soviética Baltic Shipping Company, manteve-se com esta designação até 1991, quando foi vendido e passando a designar-se pelo actual nome. 

Em 2010 passou a operar pela C&MV.

Possui 22.080 toneladas de arqueação bruta tendo de comprimento  176,3 metros. 23,6 metros de boca e um calado de 8,20 metros. Tem capacidade para alojar 820 passageiros e 450 tripulantes.   

No dia 17 será a vez de Ponta Delgada receber o BALMORAL, navio almirante da popular operadora inglesa Fred Olsen Cruises Lines. 

Este escala é a ultima  de um interessante cruzeiro de 62 noites que se iniciou no passado dia 9 de Janeiro e que levou aquele paquete com passagem pelo canal do Panamá a visitar alguns dos mais conhecidos portos da costa oeste dos Estados Unidos, México e Caraíbas.

O navio foi construido pelos famosos estaleiros alemães de Meyar Werft em Papenbourg em 1988 para a Royal Cruise Line. 

Em 2007 foi vendido à actual companhia tendo sofrido nessa altura importantes alterações aonde se destaca a inclusão de uma nova secção de 30 metros, facto que permitiu o aumento da sua capacidade de passageiros.

Possui 43.537 toneladas de arqueação bruta e tendo como dimensões 217,9 metros de comprimento, 28,2 metros de boca e 7,25 metros de calado.  Tem capacidade para alojar até 1,340 passageiros e 500 tripulantes.

As escalas do mês irão prosseguir no dia 18 com a passagem no terminal de cruzeiros das Portas do Mar do AZURA, da operadora britânica P&O, numa escala inserida num cruzeiro  transatlântico de 13 noites e que trará aquele conhecido paquete britânico da cidade de Bridgetown nos Barbados até a Southampton, onde iniciará a sua temporada de verão na Europa.

Construido em 2010 nos estaleiros Fincantieri, em Monfalcone, Itália, o AZURA é um dos maiores navios daquela conceituada operadora. Desloca 113.651 toneladas  de arqueação bruta,  289,6 metros de comprimento e 36 metros de boca. Tem capacidade para alojar perto de 3.500 passageiros em ocupação máxima e 1.230 tripulantes.

No dia 21 será a vez de Ponta Delgada voltar a receber o  BERLIN da operadora germânica FTI Cruises. 

Este regresso a Ponta Delgada acontece no âmbito de um interessante cruzeiro transatlântico de 28 noites que se inicia em Havana no dia 7 de Março e irá terminar na cidade francesa de Nice no dia 4 de Abril. Para além desta paragem na nossa cidade durante 2 dias, este cruzeiro contempla escalas em alguns dos principais portos das Caraíbas, Lisboa e em diversos portos espanhóis da bacia mediterrânea.

O BERLIN foi construido nos estaleiros alemães de  Howaldtswerke DeutscheWerft, em Kiel, tendo entrado ao serviço em 1980. Possui  9.570 toneladas de arqueação bruta, tendo como dimensões 139,3 metros de comprimentos e 17,5 metros de boca. Tem capacidade para alojar 412 passageiros e 108 tripulantes.  

No dia 25 o terminal de cruzeiros das Portas do Mar  irá receber o paquete “BRITANNIA”, navio almirante da operadora inglesa P&O, que regressa à Europa depois da sua temporada de inverno nas Caraíbas.

Esta escala está inserida num itinerário denominado “14 nights Caribbean Transatlantic”, que se inicia a 15 de Março em Bridgetown nos Barbados e que irá terminar em Southampton no dia 29, depois de escalas em St. Lucia, St Kitts e St Johns nas Caraíbas.

Construido nos estaleiros italianos de Fincantieri, em Monfalcone, o  BRITANNIA fez a sua viagem inaugural a 14 de Maio de 2015. Das suas características principais realce para as 143.730 toneladas de arqueação bruta, 330 metros de comprimento, 38,4 metros de boca e 8,3 metros de calado. Possui 15 decks  para passageiros. Em ocupação normal pode transportar 3.611 passageiros que poderão chegar aos 4.324 em ocupação máxima, sendo a sua tripulação  composta por 1.350 elementos.

Igualmente no dia 25 está programada no porto comercial desta cidade a escala do BRAEMAR, da companhia britânica Fred Olsen Cruises Lines, numa escala englobada num itinerário de 16 noites de regresso à Europa denominado “16 Nights Caribbean Retourn ”, que se inicia em Bridgetown, nos Barbados, no dia 14 e que irá terminar na cidade inglesa de Southampton no dia 30 do corrente mês.

Construido nos estaleiros espanhois Union Navale, de Levante, em Valência, em 1993, para a extinta Commodore Cruise Line, como Crown Dynasty, foi adquirido pela Fred Olsen em 2001 e renomeado com o actual nome. Possui 24.344 toneladas de arqueação bruta, 195 metros de comprimento, 22,5 metros de boca e 5,6 metros de calado. Tem capacidade de transportar 989 passageiros em ocupação normal, sendo a sua tripulação composta por 400 tripulantes.

 

Dois cruzeiros no dia 25

 

Prevê-se que no dia 25 seja um dia de muito movimento em Ponta Delgada atendendo que neste dia estarão nesta cidade dois navios de cruzeiros.

Realce natural, nesse dia, para o regresso a Ponta Delgada do MSC DIVINA, uma das mais modernas unidades da companhia italiana MSC Cruises, a maior companhia de navegação privada do mundo.

Este regresso a Ponta Delgada está englobado num interessante cruzeiro de 20 noites que se inicia na cidade norte americana de Miami, no próximo dia 14 de Março, e que engloba paragens em New York, Kings Warf nas Bermudas, Ponta Delgada, Lisboa, Málaga, Valência e Marselha, terminando este cruzeiro em Génova no próximo dia 3 de Abril.

Construido nos conhecidos estaleiros franceses de STX Europe em St Nazeire, este impressionante paquete italiano iniciou a sua actividade em 2012. Das suas principais características destacam-se as 137.936 toneladas de arqueação bruta, 333,3 metros de comprimento, 37,9 metros de boca e 8,6 metros de calado. Em ocupação normal pode transportar até 3.274 passageiros que poderão chegar aos 3.959 em ocupação máxima, sendo a sua tripulação composta por 1.313 elementos.

Pelo que julgamos saber o navio vem com a sua ocupação total, o que virá dar à cidade de Ponta Delgada e à ilha de São Miguel um interessante movimento diurno e nocturno.

O outro visitante deste dia será o paquete AIDALUNA, da conhecida operadora alemã Aida Cruises, que está a fazer um roteiro transatlântico de 18 noites, entre Montego Bay, na Jamaica, e a cidade de Hamburgo, e que para além de Ponta Delgada inclui paragens em Samana, Tortola e St. Maarten nas Caraíbas, La Coruna,Ferol,  Espanha,  Le Havre, França e Dover nas ilhas britânicas antes da chegada a Hamburgo.

Sobre as suas características gerais, o navio mede 251,9 metros de comprimento, 32,2 metros de boca e 7,3 metros de calado. Possui 69.200 toneladas de arqueação bruta e tem capacidade para receber até perto de 2.050 passageiros em ocupação normal, sendo a sua tripulação constituída por 634 elementos.

As escalas do mês em Ponta Delgada irão terminar no dia 29, quando o terminal de cruzeiros das Portas do Mar receber a visita do MAGELLAN, navio de cruzeiros da popular companhia inglesa C&MV, numa escala integrada num cruzeiro de 19 noites que se inicia no próximo dia 15 de Março, em Montego Bay, na Jamaica, e que comporta escalas em La Romanana Republica Dominicana, Tortola, St Maarten, St Johns e Barbados, todos nas Caraíbas, passando igualmente pela cidade da Horta antes da chegada a Londres no dia 3 de Abril.

Construido em 1985 nos estaleiros dinamarqueses de Aalborg Vaerft em Alborg para a Carnival Cruise Line sob o nome de Holiday foi um dos mais populares daquela operadora norte-americana, tendo operado durante muitos anos em cruzeiros nas Caraíbas. 

Em 2010 passou a integrar a frota da extinta operadora espanhola IberoCruceros, Com a integração da mesma na Costa Cruceros o navio foi colocado à venda tendo sido adquirido pela atual companhia no inicio de 2015.  

Com 221,6 metros de comprimento, 28 metros de boca e um calado de 7,5 metros, o navio possui capacidade máxima de alojamento para 1794 passageiros e 714 tripulantes, sendo a sua arqueação bruta de 46.052 toneladas..

 

Exclusivo Azores Cruise Club/Diário dos Açores