Açoriano Eduíno de Jesus homenageado em Belmonte nos Colóquios da Lusofonia

Eduíno de JesusO escritor açoriano Eduíno de Jesus é o autor homenageado da 31ª edição dos Colóquios da Lusofonia, que regressam a Belmonte, entre 12 e 15 Abril.

O programa do evento, que integra sessões científicas, recitais, poesia, exposições e concertos, conta com 80 participantes. Entre as actividades, vão estar sessões que vão comemorar os 20 anos do referendo que deu a independência a Timor-Leste, a par de  sessões sobre Judaísmo, a assinatura de convénios entre a Sinagoga de Ponta Delgada e a de Belmonte, além de música e danças de Timor. 

A açorianidade terá lugar de relevo no evento, com a maestrina e pianista Ana Paula Andrade e a presença de dez autores açorianos contemporâneos. Haverá ainda três recitais com Ana Paula Andrade, actuações da Academia de Música de Belmonte e da Academia Sénior. 

Este ano, o evento contará com a presença dos dois Prémio Nobel da Paz 1996, os lusofalantes Monsenhor Ximenes Belo e Ramos Horta. Também o escritor timorense Luís Cardoso de Noronha e a pintora Lotus de Jade Tchum marcarão presença nos encontros. 

Por sua vez, o médico José Bárbara Branco, que juntamente com outro timorense por adopção, Rui Brito da Fonseca, vão abordar o património arquitectónico de origem portuguesa que também faz parte do ADN timorense. Barbedo de Magalhães e os músicos Piki Pereira, Mintó Deus e Alfredo Azinheira são outros dos nomes em destaque no programa dos colóquios, a par do Grupo de Danças Timor Furak.

Os Colóquios da Lusofonia são uma organização da Associação Internacional dos Colóquios da Lusofonia (AICL).