Açores mantêm-se com a segunda taxa de desemprego mais alta do país

  • Imprimir

desemprego março 19A taxa de desemprego nos Açores diminui para 8,4% no primeiro trimestre deste ano, mas foi ultrapassada pela Madeira (7%), que habitualmente tinha a taxa mais alta.

Agora é o Algarve que ficou com a taxa mais alta (9,4%), seguindo-se os Açores.

Relativamente ao trimestre homólogo, a população desempregada desceu 5,8% (menos 631 desempregados), a população empregada cresceu 0,3% (mais 289 empregos)  e a taxa de desemprego reduziu 0,5 pontos percentuais. 

 

População activa diminuiu

 

A população activa estimada para este trimestre, 122.079 indivíduos, apresenta um decréscimo de 0,3% relativamente ao trimestre homólogo e um aumento de 0,9% relativamente ao trimestre anterior.

A taxa de actividade no 1º trimestre, tomando como referência a população total, é 50,3%, igual à do trimestre homólogo e superior em 0,3 p.p. à do trimestre anterior.

A taxa de actividade (15-64 anos) é de 70,2% neste trimestre, superior em 0,5 p.p. à do trimestre anterior e igual à do trimestre homólogo.

A subutilização do trabalho apresentou decréscimos de 8,5%, comparando com o mesmo trimestre de 2018, e de 0,7%, comparando com o 4º trimestre de 2018.

A população empregada no 1º trimestre é estimada em 111.779 trabalhadores, aumentando 0,3% (mais 289 trabalhadores) relativamente ao trimestre homólogo e 1,0% (mais 1.121 empregos) em relação ao trimestre anterior.

A taxa de emprego (15-64 anos) é de 64,1% neste trimestre, com aumento de 0,3 p.p. relativamente ao trimestre homólogo e 0,5 p.p. relativamente ao trimestre anterior. 

Analisando por sectores de actividade verifica-se que, no sector primário, o emprego apresenta decréscimos nas duas comparações (4,4% homóloga e 5,5% trimestral). No sector secundário o emprego cresce, quer em termos homólogos (6,7%) quer trimestralmente (1,1%). 

No sector dos serviços, o emprego diminui 0,4% relativamente ao trimestre homólogo e aumenta 2,0% comparando com o trimestre anterior. 

Do total de pessoas que, no 4º trimestre de 2018, se encontravam desempregadas, 51,8% saíram dessa situação no 1º trimestre de 2019, sendo que 20,0% se tornaram empregadas/os e 31,8% transitaram para a inactividade.

Do total de pessoas com 15 e mais anos que, no 4º trimestre de 2018, eram consideradas inactivas, 4,0% transitaram para o emprego e 1,8% transitaram para o desemprego, no 1º trimestre de 2019.

No 4º trimestre de 2018, do total de pessoas consideradas empregadas, 94,0% mantiveram essa situação no 1º trimestre de 2019. 

Assim 6,0% deixaram de manter o emprego, tendo 4,7% saído para a inactividade e 1,3% para o desemprego.

 

Desemprego acima da média nacional

 

A taxa de desemprego no 1º trimestre de 2019 foi de 8,4%. 

Este valor é inferior em 0,5 pontos percentuais (p.p.) relativamente ao do trimestre homólogo e em 0,1 p.p. ao do trimestre anterior.

Neste trimestre, a população desempregada nos Açores, estima-se em 10.300 indivíduos, menos 631 desempregados que no trimestre homólogo e mais 2 que no trimestre anterior.

A nível nacional, a taxa de desemprego no 1º trimestre de 2019 é de 6,8%, um aumento de 0,1 p.p. comparando com o trimestre anterior e uma diminuição de 1,1 p.p. relativamente ao trimestre homólogo.