Aeroportos dos Açores com o maior aumento de movimento de aeronaves nos aeroportos

aeroporto PDLl

No 1º trimestre de 2019, contabilizaram-se 46,2 mil aterragens de aeronaves em voos comerciais nos aeroportos nacionais (+3,5%, +7,0% no 4ºT18), com acréscimos em todas as regiões: 3,5% no Continente, 4,0% na RA Açores e 3,4% na RA Madeira.

O número total de passageiros movimentados (embarques, desembarques e trânsitos directos) nos aeroportos nacionais revelou um crescimento de 6,2% (igual ao do 4ºT), atingindo 11,2 milhões de passageiros.

Nos aeroportos nacionais, o movimento de carga e correio cresceu 5,4% (+2,8% no 4ºT), atingindo 47,2 mil toneladas, tendo-se registado acréscimos tanto no conjunto desembarcado (+6,8%; +7,9% no 4ºT) como no embarcado (+4,2%; -1,4% no trimestre anterior).

 

Aumento de 6,7% de passageiros em Ponta Delgada

 

O aeroporto de Lisboa movimentou 6,3 milhões de passageiros (55,9% do total, -1,0 p.p.) registando um acréscimo de 4,2% (+4,4% no 4ºT18). 

O aeroporto do Porto correspondeu a 23,3% do total nacional (+0,7 p.p.), tendo atingido 2,6 milhões de passageiros (+9,5%, +11,1% no 4ºT). 

O movimento de passageiros em Faro registou o maior crescimento (+12,3%), tendo este aeroporto aumentado em 0,5 p.p. a sua quota para 9,1%.

Nos aeroportos do Funchal e Ponta Delgada, registaram-se aumentos de 4,1% e 6,7%, respectivamente, nos passageiros movimentados (+3,0% e +5,3% no 4ºT, pela mesma ordem). 

O tráfego internacional abrangeu 80,9% do total, tendo correspondido a 9,0 milhões de passageiros no 1º trimestre de 2019 (+7,1%; +6,8% no 4ºT).

 No total dos aeroportos nacionais, Lisboa concentrou 60,7% do movimento internacional.

No aeroporto de Faro, o tráfego internacional atingiu 91,7% do total do movimento de passageiros.

 

Transporte de passageiros continua a aumentar

 

No 1º trimestre de 2019, registou-se o movimento de 11,2 milhões de passageiros nos aeroportos nacionais, representando um crescimento de 6,2%1 (igual ao 4ºT de 2018). 

No modo ferroviário, os passageiros aumentaram tanto na rede de transporte pesado (+4,5%; +5,0% no 4ºT) como no metropolitano (+6,1%; +5,1% no 4ºT). 

O transporte fluvial de passageiros evidenciou-se com um crescimento de 12,6% (+7,2% no 4ºT).

Os portos marítimos nacionais registaram aumentos no número (+2,4%) e na dimensão/GT (+12,0%) das embarcações entradas, recuperando das reduções no 4ºT (-6,5% e -0,6%, respectivamente). 

 

Tonelagem das mercadorias nos portos aumentou

 

A tonelagem das mercadorias movimentadas nos portos aumentou 2,9% (-2,4% no trimestre precedente) e mais acentuadamente no fluxo de descarregamento (+3,9%).

No transporte ferroviário de mercadorias verificou-se uma redução de 3,0% nas toneladas, menos expressiva face ao trimestre anterior (-8,4%), a par de um crescimento de 12,2% nas toneladas-km (+1,4% no 4ºT). 

O transporte rodoviário de mercadorias registou um ligeiro aumento de 0,8% nas toneladas (+2,3% no trimestre anterior), tendo o transporte nacional (+3,2%) representado 84,2% do total.