Problemas com a SATA em Boston

Azores Airlines 2

A SATA voltou a cancelar, no fim de semana, voos de e para Boston, devido a avaria numa aeronave alugada, não tendo sido reposto o voo no mesmo dia.

Este facto provocou tumultos entre as centenas de passageiros no aeroporto de Boston, acusando a SATA de falta de informação atempada.

“Estamos abandonados à nossa sorte, não sabemos o que se vai passar, não há aqui ninguém da SATA para nos informar, nunca se viu tamanha desorganização”, queixava-se um dos passageiros em mensagem enviada à nossa redacção, enquanto outros diziam que iam reclamar a respectiva indemnização e, com ela, deslocar-se-iam para Nova Iorque para apanhar o voo da Delta Airlines.

“SATA nunca mais!”, diziam muitos dos passageiros.

A polícia de Massachusetts foi chamada ao local para acalmar os ânimos.

A meio da tarde de ontem a SATA emitiu um comunicado explicando as razões dos cancelamentos, que afectaram 800 passageiros.

O Grupo SATA informou, ontem à tarde, que na sequência de uma avaria técnica ocorrida no passado dia 13 de Julho (sábado) num equipamento que se encontrava a efectuar as ligações entre Boston e os Açores para a transportadora SATA Azores Airlines, a companhia aérea viu-se obrigada a proceder ao cancelamento das ligações previstas para aquela aeronave.

Esta avaria esteve na origem do cancelamento das ligações entre Boston/P. Delgada/Boston; Boston/Terceira/Lisboa; Lisboa/P. Delgada/Boston. No imediato, a transportadora procurou alternativas de reacomodação para os passageiros, tendo sido possível propor planos alternativos de viagens para os que tinham como ponto de origem ou destino final a cidade de Lisboa. 

Para os que tinham ou têm origem ou destino final os Açores (Terceira ou Ponta Delgada ou, no sentido inverso, Boston), a companhia aérea prestou a devida assistência em terra, segundo assegura uma nota da empresa.

Em todos os casos necessários, foi providenciado alojamento, refeições e transporte terrestre. 

Embora tenha sido possível encontrar alternativa no decurso deste fim de semana para cerca de 800 passageiros (quer em voos alternativos ou em voos de horário) a transportadora tem procurado providenciar os meios necessários para a realização de voos extraordinários (para os dias 16 e 17 de Julho) a fim de restabelecer os planos de viagens aos restantes 400 passageiros. A transportadora SATA Azores Airlines lamenta profundamente a situação e o transtorno causado aos seus passageiros, e estima que venha a ser reposta a totalidade do tráfego até ao próximo dia 17 de Julho 2019, conclui a nota da SATA.

 

Mais Lidas nos últimos 3 dias