Nova administração da SATA toma posse terça-feira e novo administrador vem da Icelandair e dos Transportes Aéreos de Cabo Verde

Azores Airlines 2

O novo Conselho de Administração do Grupo SATA, presidido por Luís Rodrigues, entra em funções na próxima semana, na sequência das assembleias gerais das empresas que compõem o Grupo SATA que estão agendadas para terça-feira, 7 de Janeiro.

Na sequência dos nomes propostos pelo presidente indigitado da SATA, Luís Rodrigues, o Governo Regional deu luz verde à nomeação de dois novos administradores para o Conselho de Administração, que passa a integrar Teresa Pais de Moura Gonçalves e Mário Chaves.

Teresa Gonçalves é licenciada em Economia pela Universidade Católica Portuguesa e detentora de uma pós-graduação em Finanças pela Universidade Nova de Lisboa, bem como de uma pós-graduação em Concorrência e Regulação pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa/IDEFF – Instituto de Direito Económico, Financeiro e Fiscal.

 

Da Autoridade de Mobilidade 

e dos Transportes à SATA

 

Ao longo da sua carreira profissional, entre outros, Teresa Gonçalves foi, entre 2003 e 2015, directora na área de Corporate Finance e Business Development, responsável de Projectos Especiais na Direcção de Planeamento Estratégico, chefe de projecto na Direção de Desenvolvimento de Negócio e Coordenadora na Direcção de Planeamento e Controlo, todas da Portugal Telecom.

Nessas diversas funções, liderou e esteve associada a projectos como o acompanhamento operacional das empresas internacionais do Grupo PT, o desenvolvimento de projectos de Corporate Finance e M&A, como a venda da participação da PT na CTM, em Macau, a negociação de contratos de concessão em Timor Leste ou ainda a elaboração da estratégia da PT para a Ásia e África.

Actualmente, Teresa Gonçalves exercia as funções de Directora de Promoção e Defesa da Concorrência na AMT – Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, tendo a seu cargo áreas como a relação da Autoridade da Concorrência para os diversos temas relacionados com o sector dos transportes, a homologação das tarifas da Infraestruturas de Portugal e participação no grupo de trabalho de redesenho do modelo tarifário e o apoio transversal a diversas áreas da AMT, participando em grupos de trabalho nos diferentes sectores: Portuário, Ferroviário, Rodoviário, Logístico.

 

Da Icelandair e dos Transportes Aéreos de Cabo Verde

 

Mário Chaves detém uma vasta experiência operacional e de gestão no sector da aviação civil comercial.

É detentor do ATPL Training (Airline Transport Pilot License), tornando-se ainda Instrutor de Treino e Instrutor em A320 Type Rating.

De 1998 a 2005, foi Primeiro Oficial a bordo do A320 e do A310 da TAP Air Portugal, tendo ascendido a Comandante em 2005, função desempenhada até 2012.

Simultaneamente, entre 2006 e 2010 desempenhou as funções de A320 Type Rating Instructor (Simulator and Flight Instructor).

Entre 2005 e 2013 foi gestor de programas para a eficiência operacional em áreas como a Gestão de Tripulações, Eficiência de Combustível, Gestão de Voo e Eficiência de Hub.

Entre 2013 e 2015 desempenhou funções de direcção na IATA - International Air Transport Association, em áreas como Operações de Voo, Eficiência e Segurança.

É nessas funções que se encontra associado, nomeadamente, como chefe de equipa a, entre outros, os seguintes projectos de melhoria da eficiência operacional: Air New Zealand – aeroportos de Auckland; Qantas Group – aeroportos de Melbourne, Sidney e Adelaide; Icelandair – aeroporto de Keflavik; Air India – aeroportos de Mumbai e Delhi; Azermbeijan Airlines - aeroporto de Baku; e TAP Portugal – aeroporto de Lisboa.

Do seu currículo faz ainda parte a experiência como SVP Operations deputy & Operations IGS, entre 2016 e 2018, no HUB Keflavik, atuando no aumento da eficiência de companhia aérea e de handling.

Actualmente, desempenhava funções no Grupo Icelandair na área da consultadoria operacional e de gestão.

Em 2017 foi nomeado Presidente dos Transportes Aéreos de Cabo Verde, através da Icelandair, a mesma companhia que pretendia comprar os 49% da Azores Airlines e cujo concurso foi anulado.

A Icelandair tomou conta da gestão dos TACV Internacional, recebendo 1 milhão de euros  por ano para gerir a transportadora caboverdiana.

 

Anteriores administradores não ficam

 

De recordar que o recém-nomeado Presidente do Conselho de Administração da SATA, Luís Rodrigues, foi Administrador Executivo, entre junho de 2009 a dezembro de 2014, na Holding TAP e TAP S.A., Presidente do Conselho de Administração da TAP Manutenção e Engenharia Brasil e Administrador Executivo na empresa SPdH – Serviços Portugueses de Handling, S.A..

Licenciado em Economia pela então Faculdade de Economia da Universidade de Lisboa, hoje Nova SBE, Luís Rodrigues possui variada formação complementar, nomeadamente um MBA, pela Nova SBE, o Advanced Management Program, pela Harvard Business School (EUA), e o Air Transport Seminar, pela School of Engineering da Cranfield University (Reino Unido).

Desde Abril de 2015 foi Chief Executive Officer (CEO) da Nova School of Business and Economics Executive Education, em Lisboa, e professor em Estratégia, Corporate Governance e Liderança Aplicada na mesma instituição.

É também Professor Adjunto no Mestrado da disciplina de Business Strategy and Pratice.

“O Governo Regional expressa publicamente o seu reconhecimento à Dr.ª Ana Azevedo e ao Dr. Vítor Costa, vogais que agora terminam funções no Conselho de Administração do Grupo SATA, pelo trabalho, empenho e dedicação com que desempenharam as suas funções”, lê-se numa nota do Governo Regional.