Força Aérea e Marinha vão levar mantimentos para as Flores

porto floresO Governo Regional anunciou ontem à tarde que um avião da Força Aérea vai ser enviado para as Flores com mantimentos de primeira necessidade, provavelmente com 5 toneladas de mantimentos, seguindo-se, depois, um navio da Marinha com mais 25 toneladas.

Desconhecem-se mais pormenores sobre a operação e tudo vai depender, também, das boas condições climatéricas para a viagem ainda esta semana.

A Secretária com a tutela dos Transportes e Obras Públicas, Ana Cunha, já tinha anunciado, antes, que havia contactos com o Comando Operacional dos Açores (COA), que coordena os três ramos das Forças Armadas, “e que está a identificar os recursos que poderá afectar a um abastecimento extraordinário”, reclamado por vários partidos, por empresários e pela população.

O Governo dos Açores, precisou o gabinete de Ana Cunha, está a fazer um levantamento de quais são os bens necessários para assegurar a normalidade na ilha das Flores e também na ilha vizinha do Grupo Ocidental da região, o Corvo.

O navio Malena foi fretado pelo Governo Regional “por um período de três meses, com opção de extensão do prazo”, anunciou há um mês a Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas, estando previsto para 10 de Janeiro o início da actividade do barco nos Açores. A passagem do furacão Lorenzo pelos Açores, em Outubro de 2019, causou a destruição total do Porto das Lajes das Flores, o que colocou em risco o abastecimento ao Grupo Ocidental.