Passageiros vão poder fazer testes no continente antes de viajar para a Região

aeroporto PDLlOs passageiros do continente que pretendam viajar para os Açores vão passar a poder realizar testes de despiste ao novo coronavírus em laboratórios do continente, segundo foi ontem anunciado.

“O Governo dos Açores vai alargar ao continente, a partir de 1 de Julho, a rede de laboratórios de análises de despiste da COVID-19, através de convenções com laboratórios privados e do sector social, agilizando, também por esta via, os procedimentos para quem pretende viajar para a Região”, lê-se num comunicado ontem divulgado.

“A convenção com estes laboratórios do continente vai permitir a realização de testes de despiste ao coronavírus SARS-CoV-2 pela metodologia RT-PCR, considerada a mais fiável por entidades de referência de âmbito nacional e internacional”, salientou a Secretária Regional da Saúde, citada na mesma nota.

 Na prática, os cidadãos poderão escolher o laboratório no qual pretendem fazer o seu teste de despiste do novo coronavírus entre a lista de entidades convencionadas, que será divulgada no Portal do Governo dos Açores, devendo apresentar comprovativo de reserva e pagamento da viagem entre o território continental e a Região Autónoma dos Açores. 

Segundo Teresa Machado Luciano, estes laboratórios ficam obrigados a realizar o teste no prazo de 72 horas antes da viagem, devendo o resultado ser remetido ao passageiro e à Direcção Regional da Saúde antes da partida do voo.

“Estas convenções culminam um estreito trabalho que foi desenvolvido nas últimas semanas entre o Governo dos Açores e Associação Nacional de Laboratórios de Análises Clínicas, com o objetivo de reforçar as condições de segurança de quem viaja para a Região e dos Açorianos”, salientou a Secretária Regional da Saúde. 

As regras para o estabelecimento das convenções constam de uma portaria publicada ontem em Jornal Oficial.

 

Testes na Ribeira Quente 

deram resultado negativo

 

Entretanto, a Autoridade de Saúde Regional avançou que os testes realizados às 80 pessoas que aguardavam os resultados na Ribeira Quente não foram positivos.

“No âmbito do caso positivo relativo a um indivíduo do sexo masculino, de 27 anos de idade, com passagem recente pela Região Autónoma dos Açores e que se encontra em território continental, a análise das 80 colheitas de amostra biológica realizadas na freguesia da Ribeira Quente, concelho da Povoação, produziu resultado negativo para todas”, avançou a Autoridade de Saúde no comunicado diário que faz um ponto da situação do vírus nos Açores.

De acordo com a informação referente até às 11 horas de ontem, foram realizadas 657 análises nos dois laboratórios de referência da Região que não revelaram novos casos positivos de Covid-19. 

No que toca aos dois casos positivos activos em São Miguel, o resultado dos testes laboratoriais realizados aos contactos próximos foram igualmente “todos negativos”.

Recorde-se que há ainda um caso positivo na ilha Terceira, o que perfaz um total de três casos positivos activos, actualmente, no arquipélago.  

Desde o início do surto nos Açores, foram detectados 151 casos de infecção pelo novo coronavírus e 16 óbitos.