Pico e Sete Cidades entre os 10 destinos escolhidos pela Lonely Planet

  • Imprimir

LagoadasSeteCidades

A Lonely Planet, a maior editora de guias de viagem do mundo, empresa que é propriedade da BBC Worldwide, agora que o corredor com o Reino Unido está aberto, decidiu seleccionar dez maravilhas naturais que valem a pena visitar, já este ano. 

Das montanhas às praias tranquilas, do Algarve às ilhas açorianas, a conhecida editora faz uma lista elogiosa dos destinos escolhidos, cfom especial destaque para os Açores.

Eis a lista, por ordem da própria editora:

 

Praia de Porto Santo, Madeira

 

Famosa pelo areal de areia com quase 8 quilómetros preservados a praia da ilha de Porto Santo pode atrair visitantes durante todo o ano, já que os invernos são amenos.

 

Sete Cidades, Açores

 

Lagoa das Sete Cidades, São Miguel.

Difícil escolher entre tantos lugares especiais nos Açores, mas depois de uma caminhada, a chegada ao ponto onde se avistam as duas lagoas, não deixam ninguém indiferente. 

Existem vários trilhos incluindo um circuito de 12 quilómetros ao redor da caldeira que o leva até à beira de água.

 

Cabo de São Vicente, Algarve

 

Foi daqui que partiram muitos portugueses para outros mares, mas agora é a sua imponência e a beleza do mar que impressionam. 

A fortaleza, o farol e o museu são testemunho da história marítima portuguesa.

 

Fisgas de Ermelo, Norte

 

Na estrada nacional 304, entre Vila Real e Mondim de Basto as cascatas Fisgas do Ermelo valem o esforço. 

Existe um trilho circular, com principio e fim na aldeia de Ermelo, com cerca de 12 quilómetros, classificado como «difícil».

 

Grutas de Benagil, Algarve

 

A gruta com uma «janela» no tecto tornou-se numa das imagens mais famosas do Algarve. 

Só tem acesso por mar e por isso a romaria de passeios de barco é frequente. Também se pode visitar de em pranchas de SUP ou caiaques.

 

Grutas e Centro do Vulcanismo, Madeira

 

Na costa norte da ilha da Madeira, este centro impressionou a redacção da Lonely Planet. 

A sul de São Vicente, a experiência inclui uma visita guiada das grutas com mais de 900 mil anos e o Centro do Vulcanismo, que utiliza a tecnologia 3D para mostrar de forma interactiva as origens vulcânicas da ilha. Perfeito para levar as crianças.

 

Ilha de Tavira

 

Quilómetros de praia. Em época alta é muito concorrida mas o clima ameno da região permite passeios no outono ou primavera. 

Talvez a Lonely Planet queria englobar aqui as outras ilhas Ria Formosa, como a Armona e Culatra. Ou então mantemos o segredo.

 

Parque Natural da Ria Formosa

 

Um lado mais selvagem da costa algarvia. 

A paisagem até chegar à praia é marcada por salinas, zonas pantanosas, dunas e ilhas – um paraíso para quem gosta de observar pássaros, até porque é um ponto de escala nas migrações da Europa para África. 

E sim, ainda é possível passear quilómetros em praias quase desertas.

 

Pico, Açores

 

A maior montanha de Portugal, com 2351 metros de altitude parece um cone perfeito e para quem gosta de fazar trekking é um desafio para o qual vale a pena acordar bem cedo. 

A subida até ao cume leva de duas a quatro horas, dependendo da preparação física e pode ser feita com ou sem guia.

 

Ponta da Piedade, Algarve

 

A poucos quilómetros de Lagos, caracteriza-se pelas formações rochosas - muito fotografadas pelos turistas. A falésia em tons alaranjados contrasta com o azul da água. 

Um postal que não cansa.