Plataforma online de ensino procura transformar vidas conjugando o racional com o espiritual

  • Imprimir

Ana Mécia Santos 2

Define-se como uma mulher positiva, mãe, esposa e enfermeira há dezassete anos. No seu percurso pessoal e profissional, Ana Mécia Santos descobriu uma paixão pelas Terapêuticas Não Convencionais/Naturais Integrativas e Espiritualidade Integrada. Por este motivo decidiu levar a cabo o projecto de uma Escola de Promoção de Saúde Positiva e Integral que conjuga os conhecimentos da saúde convencional, às práticas naturais integrativas e espiritualidade integrada.

Em conversa com o Diário dos Açores Ana Mécia assume que a sua missão com este projecto passa por inspirar, motivar e empoderar pessoas a co-criarem vidas felizes e com mais sentido.

 

Diário dos Açores – Explique-nos este projecto da uma Escola de Saúde Positiva e Integral. Em que consiste e quais os objectivos?

Ana Mécia Santos – A Escola Energia Positiva é uma plataforma online de ensino à distância. Visa a promoção de Saúde Positiva e Integral, porque foca-se na saúde e não na doença. Integral porque contempla o Ser Humano na sua totalidade (mente, corpo e espírito). O objectivo é que as alunas façam um caminho de auto-conhecimento e transformação pessoal e espiritual.

Os meus cursos são direccionados ao público feminino, principalmente por perceber as necessidades desta população. É assustador o número de doenças mentais e de infelicidade que muitas de nós mulheres podemos sentir. Pelo meu caminho percebi que podemos resgatar a nossa saúde e felicidade, pelas práticas naturais complementares e espiritualidade integrada (sentido e propósito de vida).

 

Porque motivo decidiu avançar com este projecto?

AS – Decidi avançar com este projecto online quando percebi que iria levar séculos até eu conseguir fazer esse trabalho numa instituição convencional de saúde. Existe abertura para a integralidade, mas ainda não o suficiente. Cansei de “lutar”, não quero mais justificar aquilo que sinto e aquilo que acredito. Tudo tem o seu tempo!!! E lá chegaremos devagar…

Acredito no nosso enorme potencial, inclusive o meu, e quando acreditamos naquilo que fazemos e percebemos a qualidade do nosso trabalho, queremos chegar mais longe e transformar mais vidas. O online dá-nos essa possibilidade. 

 

Como surgiu o seu interesse por esta área?

AS – O meu interesse foi inicialmente por necessidade pessoal. Como costumo contar, tinha tudo para ser feliz e não era! Não conseguia sentir-me grata pela minha vida. Era stressada, ansiosa e começava a questionar o sentido da vida. Quem sou eu? O que faço neste mundo? Qual a minha missão e propósito de vida? Esta dor começou a tomar conta de mim… Um vazio existencial instalou-se. As práticas convencionais não era suficientes para dar resposta à minha insatisfação. Foi então que comecei o caminho de desenvolvimento pessoal e espiritual. Foram anos de busca interior e transformação, até dar respostas às minhas muitas questões.

 

O que esta Escola tem para oferecer a quem a procura?

AS – Procuro oferecer aquilo que fez e faz sentido para mim. Os cursos que ofereço representam o caminho por mim traçado. Foi pela meditação, práticas energéticas e logoterapia (estudo do sentido de vida) que dei respostas às minhas questões e encontrei a minha paz, felicidade e abundância. Por isso, existem cursos iniciais e avançados. Actualmente o primeiro nível é o curso Meditar é Fácil-Constrói o teu método. Onde é ensinado como se pode construir um próprio método de meditação integral. O segundo nível - A Deusa veste Prada, consiste na integração de um novo mindset e consciência. Onde a mulher passa de Mulher Real a Mulher com Consciência Divina.O terceiro nível visa a co-criação, criar uma vida alinhada com a sua essência/alma.

Os interessados podem aceder ao site anamecia.com.

 

Desde que arrancou com o projecto como tem sido o feedback?

AS – O feedback tem sido assustador!!! No bom sentido. Por vezes pedimos algo e não sabemos como receber… mas eu sei receber. Estava pronta para esta projecção, trabalhei para isso todos estes anos e sabia que o momento de colocar a minha voz no mundo ia chegar. Quando trabalhamos alinhadas com o nosso coração e alma, nada nos assusta. Há que manter a humildade que trabalhamos pelo bem maior. No entanto, sabendo reconhecer a grandeza e responsabilidade dessa missão. 

 

Quem é que procura a sua Escola?

AS – Principalmente mulheres, porque a minha comunicação está direccionada nesse sentido. Mulheres que se sentem como eu me sentia há anos. Os sinais e sintomas são insatisfação, stress, falta de paz e tranquilidade mental, ansiedade, depressão, tristeza e vazio existencial.

 

Que benefícios dá a quem opta com recorrer aos serviços da Escola?

AS – A intenção dos cursos é ensinar as práticas meditativas, atenção plena e consciência do presente. Despertar para processos naturais de auto-cura, de reencontro de forças naturais inerentes ao ser humano. Maior auto-estima, auto-imagem, motivação pessoal empoderamento em saúde e na vida. A mulher é geradora de vida e sempre cuidou da sua família e sociedade. Mulheres felizes e empoderadas são famílias e crianças felizes, são relacionamentos estáveis e amorosos, são locais de emprego pacíficos, criativos e expansivos. A mulher que encontra a sua essência é um agente de transformação de toda a sociedade. 

 

Diz que trabalha com Saúde Positiva. Pode explicar o que isso quer dizer?

AS – A Saúde Positiva, é uma prática direccionada para mecanismos de promoção e restabelecimento da saúde e não focada na doença, nos défices e problemas. O meu trabalho enquanto enfermeira visa capacitar as minhas alunas a encontrarem um correcto equilíbrio entre o foco nas suas forças (biológicas, psicológicas, sociais e espirituais) enquanto lida com seus défices e problemas de vida. A doença e determinados “problemas” têm também a capacidade de redefinir e reformular o sentido e propósito de vida de cada um.

 

Diria que ainda falta muito conhecimento ao Ser Humano nesta área?

AS – Está a faltar diálogo e abertura para todo o conhecimento que demonstre benefícios para restabelecer o estado de saúde óptimo do Ser. Enquanto existir competição nos diversos locais da sociedade, enquanto existir a lei do mais forte, em detrimento da cooperação e da unidade vai faltar sempre algo. Está a faltar falarmos e vivermos em sintonia com a nossa essência amorosa. Actualmente não sei expressar de outra forma, e a verdade é que não quero. Lutar contra aquilo que somos, enfraquece-nos e é um desperdício de energia. Está a faltar em saúde unirmos todos os conhecimentos, apreciarmos todos os contributos em prol da Integralidade da Pessoa. Somos seres bio-psico-socio-culturais e espirituais e devemos começar a integrar esse conhecimento desde crianças. 

 

É um projecto que a completa?

AS – Completamente!! Nem sei expressar adequadamente o que sinto quando percebo que posso ajudar a transformar a vida destas mulheres de forma tão impactante. O que mais desejo é que possam sentir a paz e harmonia, que possam perceber que têm o poder de escolher o que podem pensar, sentir, e agir em conformidade com essa nova consciência. Renascer e co-criarem as suas vidas. 

 

Há novos projectos para levar a cabo?

AS – Eu sou a mulher dos projectos. Sim, tenho uma visão. Posso apenas dizer que quero inundar as vossas vidas de Energia Positiva. Quer pela saúde, pela estética ou pelo lazer. Sou uma mulher criativa e dinâmica e estarei sempre a inventar novos projectos. Já passei pela TV e rádio, agora gostaria de passar os meus cursos para um livro e depois dedicar-me ao design de moda positiva e energética.

 

Actualmente trata-se de um projecto online. Está nos seus planos ter uma escola física?

AS – Sinceramente não. Talvez apenas retiros presenciais para o ano seguinte.

 

A Escola de Saúde Positiva e Integral pode ser usada por pessoas com problemas de saúde? Que tipo de patologias?

AS – Praticamente com todo o tipo de patologias desde que não haja contra-indicação médica. Há que ter especial atenção às perturbações psiquiátricas que exigem acompanhamento diferenciado e supervisão clínica adequada. 

 

Deve ser uma alternativa ou um complemento às terapias convencionais?

AS – Sempre em complemento à saúde convencional. Sou uma mulher da ciência com linguagem da alma. As práticas naturais não substituem as terapêuticas convencionais , apenas acrescentam maior qualidade e potenciam os benefícios da mesma. A minha orientação é que haja sempre um seguimento pelo clínico assistente, se existir essa necessidade. 

 

Como olha para o futuro da sua Escola?

AS – O céu é o limite! Nem sei, apenas quero aproveitar o agora e dar o meu melhor. O que tiver de ser virá em seu tempo. Num futuro, quero fazer parceria com outros profissionais e formadores e expandir a nossa visão de Saúde e Energia Positiva.

More articles from this author