Vasco Cordeiro destaca esforço de escolas e famílias no “desafio de pôr de pé” o novo ano escolar

arranque ano letivo 2020

O Presidente do Governo visitou ontem a Escola Secundária Domingos Rebelo, em Ponta Delgada, onde enalteceu o esforço desenvolvido pelos conselhos executivos, pelos professores, pelo pessoal não docente e pelas famílias, que permitiu que o novo ano escolar se iniciasse com condições de segurança para os alunos açorianos.

“Como Presidente do Governo, queria agradecer o empenho de todos para que fosse possível ultrapassar este desafio, permitindo que, dentro da normalidade possível, fosse retomado um dos aspectos essenciais da nossa sociedade: o funcionamento da escola”, afirmou Vasco Cordeiro.

No primeiro dia de aulas deste novo ano escolar, o Presidente do Executivo açoriano considerou que a importância da escola “justifica bem todo o esforço e todo o trabalho que tem sido feito, não só ao nível da Secretaria Regional da Educação, mas também dos órgãos das escolas, dos professores, do pessoal não docente e, naturalmente, das famílias”.

Depois de ter visitado vários espaços desta escola, acompanhado pelo Secretário Regional da Educação e Cultura, Avelino Meneses, Vasco Cordeiro adiantou que a preparação deste novo ano escolar foi feita ao longo dos últimos meses, recordando que, ainda em Julho, foram transmitidas a todos os estabelecimentos de ensino as regras que deveriam ser cumpridas para a abertura do ano escolar.

“Para além disso, houve um conjunto de medidas que foi tomado nas últimas semanas”, assegurou o Presidente do Governo, apontando o exemplo da disponibilização de cerca de 60 mil máscaras sociais a toda a comunidade educativa, estando previsto o reforço da distribuição a todos os alunos do primeiro e do segundo escalão da Acção Social Escolar.

Em declarações aos jornalistas, Vasco Cordeiro adiantou ainda que esse esforço de preparação incluiu a organização de espaços nas escolas de acordo com as regras definidas, assim como ao nível transporte escolar dos alunos, para que fossem cumpridas as regras de lotação. 

“Além disso, foi constituída uma equipa de acompanhamento e monitorização ao nível da Saúde Escolar que, ao longo das últimas semanas, aferiu, em relação a cada uma das escolas, se as regras estavam a ser cumpridas, dando também resposta a algumas questões que foram surgindo”, referiu.

Por outro lado, a Secretaria Regional da Saúde promoveu um plano de formação destinado a professores e a pessoal não docente sobre as novas regras em vigor neste ano lectivo nas escolas, as quais também procederam à atualização dos respectivos planos de contingência.

“Ou seja, preparamo-nos o melhor possível para esta situação, na esperança que aconteça o melhor”, assegurou Vasco Cordeiro, para quem o trabalho de preparação que foi desenvolvido ao longo dos últimos meses pretendeu conciliar o objectivo principal da salvaguarda da saúde com o objectivo de ter uma escola a funcionar, pela importância que tem para as crianças e jovens da Região. “Há uma certeza que temos: o que for preciso decidir para salvaguardar a saúde será decidido e sobre isso não pode haver a mínima dúvida, mas acreditamos que é possível conciliar todos esses objectivos”, afirmou Vasco Cordeiro.