CGTP-IN/Açores promove Marcha contra o Empobrecimento

manifestação corAs Uniões de Sindicatos de São Miguel e Santa Maria, de Angra do Heroísmo e da Horta juntam-se, hoje, à Semana de Luta promovida em todo o país pelas CGTP-IN, sob a forma de Marcha contra o Empobrecimento.
Nos Açores, as uniões de sindicatos irão promover uma marcha de dirigentes, delegados e activistas sindicais, em Ponta Delgada, ao longo da Avenida Marginal, até às Portas do Mar, com concentração no Forte de S. Brás, pelas 15h00 horas, em Angra do Heroísmo, na Praça Velha, uma concentração às 14h30 e na Horta, na Praça da República, junto ao Mercado Municipal, pelas 10h00.
Segundo avançaram em comunicado, a Semana de Luta está a percorrer todo o país desde o dia 6.
“Não podemos assistir, passivamente, à implementação de políticas que destroem o país e que, consequentemente, esmagam quem vive do seu trabalho, o que, inevitavelmente, tem fortes impactos na Região Açores, que tem registado um aumento vertiginoso do desemprego, com todos os gravíssimos problemas sociais que ele encerra”, refere a comissão coordenadora da CGTP-IN Açores, em comunicado de imprensa.
A estrutura sindical sublinha ainda ser possível “inverter o rumo traçado para Portugal”. Para isso salientam a necessidade de romper com o programa das Troicas, exigir que o BCE conceda empréstimo aos países nas mesmas condições que faz ao sector financeiro (juro de 0,75%) e de aumentar a produção nacional. A CGTP-IN aponta ainda a necessidade de por “um ponto final nos processos de privatização”, “facilitar o acesso ao crédito, reduzir os custos de energia, transportes e comunicações para as famílias e empresas” e “taxar todas as transacções financeiras em 0, 25%”.
“Com a espiral recessiva, aumentou o défice e a dívida pública, o investimento e a produção industrial continuam em queda, provocando o definhamento do mercado interno e a falência de milhares de empresas, atirando para a miséria muitas famílias”, acrescenta ainda a força sindical no comunicado.