PSP detém dois homens e recupera artigos furtados no valor de 18 mil euros nas Flores

PSP3A Polícia de Segurança Pública (PSP) por intervenção da Brigada de Investigação Criminal da ilha das Flores, identificou e deteve segunda-feira dois indivíduos, como sendo os presumíveis autores do furto ocorrido no passado dia 2 de Junho, na ilha das Flores.
Os homens, de 42 e 29 anos de idade são naturais das ilhas das Flores e São Miguel, respectivamente, segundo divulgou a PSP em comunicado.
A intervenção policial, teve por base a denúncia apresentada no dia 2, domingo, tendo sido recuperados diversos artigos que haviam de sido furtados e que resultaram num prejuízo patrimonial de 18 mil euros para o lesado.
A PSP apreendeu duas armas de fogo, uma besta, 12 virotões e quatro flechas, garrafas de gás, gasolina, canas de pesca, binóculos, compressor, material específico para a prática da jardinagem, chaves diversas entre outros, que haviam sido furtados do interior de uma residência particular, sita no concelho de Santa Cruz das Flores, através do método de arrombamento e escalamento.
Já o relatório de actividade diária da PSP revela a detenção, na passada segunda-feira, de um homem, de 33 anos de idade, em Ponta Delgada, após ter sido interceptado a conduzir um veículo automóvel, com a carta de condução apreendida.
Em Angra do Heroísmo foi realizada uma operação de fiscalização rodoviária, na qual foram fiscalizados 39 veículos e detectadas 10 infracções de natureza contraordenacional.
O mesmo relatório avança a ocorrência de oito acidentes de viação nos Açores, dos quais resultaram apenas um ferido ligeiro e danos materiais.

Mulher detida por furto em Angra do Heroísmo

A Polícia de Segurança Pública (PSP), por intervenção dos elementos da Esquadra de Velas, constituiu arguida, na última segunda-feira, pelas 17H50, uma mulher de 38 anos, por furto no interior de residência com arrombamento.
A apreensão surgiu após uma denúncia de um furto no interior de residência com arrombamento, que após várias diligências culminou em buscas domiciliárias, na residência da ora arguida, tendo deste modo sido apreendidos diversas peças de ouro e cerca de 100 euros.
A suspeita foi Constituída Arguida e Sujeita a Termo de Identidade e Residência.

Nove armas apreendidas

Por outro lado, por intervenção dos elementos da Esquadra de Intervenção e Fiscalização Policial da Divisão Policial de Angra do Heroísmo, a PSP procedeu ontem a uma operação de fiscalização de armas de fogo, no âmbito da Operação denominada Queijada Branca.
Nesta operação foram fiscalizados 3 detentores de armas no âmbito do Regime das Armas e suas Munições, tendo sido apreendido nove armas de fogo, do tipo espingarda de caça.