Governo Regional pede explicações sobre direitos dos trabalhadores das Lajes

  • Imprimir

BASE das LAJESO Governo Regional questionou o Comandante da Zona Aérea da região sobre se os direitos dos trabalhadores da Base das Lajes foram salvaguardados, após a alteração do contrato de prestação de serviços no parque de combustíveis daquela infra-estrutura.
Segundo a agência Lusa, ao abrigo do acordo entre os Portugal e os EUA, os norte-americanos mantêm um contingente militar estacionado na Base das Lajes, e são responsáveis pela gestão do parque de combustíveis que serve esta base militar.
De acordo com o gabinete de imprensa do executivo açoriano, foram solicitados “esclarecimentos” ao Comandante da Zona Aérea dos Açores sobre esta matéria, pretendendo-se que este apure junto do comando americano questões de ordem laboral na sequência da “recente alteração” de contrato por parte da agência militar dos EUA Defense Logistics Agency com um prestador de serviços externo no parque de combustíveis da Base das Lajes.
Em causa está a transmissão dos actuais trabalhadores portugueses para o novo prestador de serviços, daí que o Governo Regional pretenda que “se apure” se “todos os direitos” dos trabalhadores nacionais que desempenhavam estas funções serão “salvaguardados”.