Em 2 meses, desemprego inscrito baixa 945 e ocupados aumentam 937

desemprego2O Governo Regional anunciou ontem que havia “menos 1.193 desempregados inscritos nos centros de emprego dos Açores nos últimos três meses”. Segundo o GACS, “o número de desempregados inscritos nos centros de emprego dos Açores voltou a baixar pelo terceiro mês consecutivo, de acordo com os dados agora divulgados pelo Governo da República, havendo, no último dia de julho, menos 1.193 desempregados do que no final do mês de abril”.
Segundo refere, “o Vice-Presidente do Governo dos Açores, num comentário a estes dados, considerou que a sucessiva redução do número de desempregados na Região constitui ‘uma notícia animadora para os Açores e para os Açorianos e um estímulo para o prosseguimento da luta contra o desemprego’”.
“Temos ainda muitos desempregados, mas os 1.193 Açorianos que, nos últimos três meses, deixaram de estar nessa situação dão-nos ânimo para tudo fazer no sentido de que os 11.836 que ainda estão inscritos nos centros de emprego possam, no futuro próximo, ter também uma solução satisfatória para a sua actividade profissional”, terá afirmado Sérgio Ávila. E que “a satisfação de vermos um número crescente de Açorianos terem a alegria de conseguir o seu posto de trabalho dá-nos ânimo para prosseguir, sem descanso, na aplicação das medidas preconizadas na Agenda Açoriana para a Criação de Emprego e Competitividade Empresarial”, afirmou. “Ao ser reduzido o desemprego, num ritmo que registamos com agrado, mas sem euforia, é a sustentabilidade dos orçamentos familiares que se reforça, é a viabilidade das empresas que se garante e é a economia açoriana que vai retomando o seu ritmo de desenvolvimento”, acentuou Sérgio Ávila.  Mesmo assim, referiu que “existe a consciência do muito trabalho ainda a fazer, o que aconselha precaução na leitura destes dados, apesar das estatísticas parecerem indicar que estamos no caminho certo”.
Como de costume, o GACS centra-se na parte boa da notícia (e quando há aumento do número de inscritos, nunca faz desse dado uma notícia). Mas quando o Vice-Presidente refere que “as estatísticas parecem indicar que estamos no caminho certo”, o caso é ainda mais profundo.
O facto é que nos últimos dois meses o número de desempregados inscritos como tal nos Centros de Emprego dos Açores baixou  946, ao mesmo tempo que aumentou o número de “ocupados” em 937! Ou seja, a explicação desta “baixa” no número de desempregados parece residir exclusivamente nos programas de ocupação que são patrocinados pelo orçamento regional. Por outras palavras, não se trata propriamente de qualquer medida ao nível da economia.
Os últimos dados do inquérito ao Emprego já sugeriam que o aumento de emprego residira quase exclusivamente nas classe das pessoas com curso superior, normalmente as que são apoiadas por vários programas de ocupação. Os Açores têm neste momento 1,8% dos desempregados registados no país, e 3,3% dos ocupados.