SATA pode reduzir em mais de 50% no preço das passagens para os Estados Unidos e Canadá

sata-internacional1A transportadora aérea SATA vai reforçar os voos para a América do Norte, onde vivem grandes comunidades de emigrantes dos Açores, e adoptar um novo sistema de tarifas que poderá reduzir os preços até 57%.
De acordo com a agência Lusa, o anúncio foi feito pelo presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, num discurso em Fall River, (Massachsetts, EUA), no encerramento das Grandes Festas do Espírito Santo da Nova Inglaterra, considerada uma das maiores manifestações culturais da diáspora açoriana.
Segundo Vasco Cordeiro, a SATA vai, a partir do próximo inverno IATA (International Air Transport Association, uma organização que congrega 240 companhias aéreas), “reforçar durante todos os meses as ligações à América do Norte, aumentando em todos os meses os voos”.
Assim, acrescentou, nos meses de Julho e Agosto, passará a haver voos todos os dias de e para Boston.
Além disso, a SATA vai adoptar um novo sistema de preço de passagens “baseado na oferta ou não de serviços (bagagem e serviço de bordo), que possibilitará uma redução no preço das passagens que pode variar entre os 16% e os 57% em relação aos preços que actualmente são praticados”.
“O Governo dos Açores tem presente a aspiração de há muito de todos os açorianos aqui residentes de terem condições mais acessíveis para visitarem os Açores”, afirmou Vasco Cordeiro, para quem “a distância não deve ser impedimento para um menor envolvimento das comunidades açorianas no planeamento e na participação no desenvolvimento dos Açores”.
Na mesma intervenção, Vasco Cordeiro, citado num comunicado do Governo Regional, repetiu o apelo à mobilização dos emigrantes nos EUA em relação à questão da base das Lajes, na ilha Terceira, de onde os EUA querem retirar parte significativa dos militares que actualmente têm ali destacados.
Insistindo em que estão em causa “centenas de empregos, directos e indirectos” e um grande impacto no PIB da Terceira e da região se “esta decisão for por diante como está planeada”, Vasco Cordeiro voltou a pedir aos açorianos nos EUA para sensibilizarem os senadores eleitos pelos estados em que vivem para a “importância de apoiarem a base das Lajes, de apoiarem a ilha Terceira e os Açores neste assunto”.