Reitor da Universidade dos Açores renuncia ao cargo para possibilitar solução a 3 anos

Jorge Medeiros - ex-ReitorO reitor da Universidade dos Açores renunciou ontem ao cargo, justificando que “a minha reitoria teria neste momento apenas um ano de vida útil para implementar um projeto que deverá ser desenvolvido em três anos e iniciar-se em 2014. Muito pouco tempo certamente para os desafios que se colocam e que exigem continuidade e coerência na governação. Por estas razões, entendi ser meu dever renunciar ao cargo de Reitor da Universidade dos Açores, abrindo espaço a que uma nova equipa possa prosseguir nas condições agora existentes, um projeto que nunca encarei como pessoal mas sim institucional”.
Em causa está o facto que o Ministério da Educação e Ciência “vai negociar com o das Finanças e com o Governo Regional a aprovação do plano para o período de 2014-2016, no qual se prevê a assunção dos défices de 2014 e 2015 da universidade, bem como da totalidade dos encargos com o empréstimo que a instituição ainda tem por liquidar”.
Ou seja, “a Universidade dos Açores ficará equilibrada financeiramente”, disse Jorge Medeiros, destacando que a academia recebeu um reforço orçamental do Governo da República que lhe permitirá terminar o ano “em condições normais de funcionamento”.
“Independentemente dos termos em que tal plano vier a ser aprovado, certo é que nos próximos três anos a Universidade dos Açores terá necessariamente de se reestruturar a vários níveis. Neste contexto, será necessário estabelecer e implementar um conjunto de medidas que permitam consolidar e desenvolver a universidade num quadro estável e de grande abrangência, aproveitando igualmente o arranque do próximo Programa Quadro para o período de 2014-2020”, escreve o reitor.
Jorge Medeiros reconhece, por outro lado, que está “ciente que nem tudo se fez da melhor forma”, mas deixou um agradecimento “a toda a equipa que comigo trabalhou e a todos os órgãos e dirigentes da Universidade dos Açores, aos docentes, investigadores, funcionários e alunos o trabalho também por eles desenvolvido durante estes anos”, tendo realçado que lutou “pela dignidade da Universidade dos Açores, pela sua sobrevivência e pela sua defesa junto das diversas instâncias e órgãos”.
O reitor acredita também na sobrevivência a Uaç e que “um dia será possível a necessária união e conjugação de esforços para que tal aconteça”.
Jorge Medeiros havia assumido a função de reitor da academia açoriana  a 4 de Julho de 2011, num quadro, como disse, “de grandes constrangimentos de ordem financeira, impostos por uma crise económica internacional sem precedentes”.