Quebra dos negócios no sector do comércio açoriano foi o maior do país

seta a descerO número de estabelecimentos comerciais nos Açores baixou 2,3% no ano de 2012, o que foi a redução menos significativa registada nas restantes regiões do país (Nuts 2), em que a média geral foi de -3,5%. Mas os restantes dados das empresas, divulgados ontem pelo INE, dão uma situação bastante complicada.
O número de empregados baixou 5,5%, o que está ligeiramente acima dos 4.55% registados de média nacional. Trata-se de uma redução de 873 empregados, fixando o seu valor nos 15.023. 
Já o volume de negócios registou a maior quebra do país, com uma redução de 11%, que é mais do dobro dos -5,8% registados a nível nacional. As empresas terão perdido no espaço de um ano 260 milhões de euros de receitas, fixando o montante total em 2.106 milhões de euros em 2012.  

Mais Lidas nos últimos 3 dias

“Quero fazer a diferença na vida política”
sexta, 15 novembro 2019, 00:00