Investimentos da ANA até 2017 com omissões importantes nos Açores

Aeroporto de Jo--o Paulo IIO Governo dos Açores considerou hoje que o plano estratégico da ANA – Aeroportos de Portugal até 2017 não contempla investimentos “importantes” na região, “em cumprimento do princípio da solidariedade e da coesão territorial”.
Quatro aeroportos dos Açores (Ponta Delgada, Horta, Santa Maria e Flores) estão concessionados à ANA, empresa privatizada no ano passado e que, em outubro, apresentou ao executivo regional o seu plano estratégico até 2017.
Segundo informação oficial transmitida à Lusa pela Secretaria Regional dos Transportes, o executivo açoriano comunicou à empresa, no final de 2013, que no plano em causa foram “omitidos” investimentos importantes para a região autónoma de que o Governo Regional tinha dado conhecimento “em devido tempo” à ANA.
No entanto, o Governo dos Açores reconhece que o plano estratégico prevê “vários” investimentos naqueles quatro aeroportos, sublinhando que, porém, os que não foram contemplados não são “menos importantes”.
Entre os investimentos ausentes do plano da ANA estão alguns “que se prendem com a renovação ou incremento de equipamentos que permitem prestar um melhor serviço aos passageiros de mobilidade reduzida”, como a aquisição de cadeiras de rodas para o aeroporto João Paulo II (Ponta Delgada) e de um “ambulift” (viatura para transporte de pessoas com deficiência) para a Horta.
No caso de Santa Maria, a ANA não especifica, diz o executivo açoriano, se será construída uma vedação de segurança que impeça o acesso ao aeroporto.
Em relação às Flores, “também não se clarifica” se o aeroporto passará a ter iluminação de pista para voos noturnos, “que seria muito vantajoso em possíveis situações de voos de evacuação noturna”.
Na mesma informação transmitida à agência Lusa, o Governo dos Açores destaca a inclusão no plano estratégico da ANA de investimentos “oportunamente reclamados” pela região e que incluem diversos trabalhos de remodelação nos aeroportos concessionados, assim como a recuperação do pavimento da pista das Flores, entre outros.

Estatísticas
Entre Julho e Setembro, nos aeroportos situados nos Açores houve uma redução de  0,5% nos Açores (-5,9% no 2º T 2013) ao nível do número de passageiros. No transporte de mercadorias nos portos, registou-se perdas de -9,34% no porto de Ponta Delgada e de -9,19%no porto da Praia da Vitória, com um total de 444 mil toneladas.