Taxas de retenção e desistência no ensino básico são as piores da última década

Quadro - escolaOs últimos dados sobre educação, incluídos na publicação “Anuário Estatístico de Portugal 2012”, divulgada ontem pelo INE, indicam que os Açores mantêm-se solidamente na cauda do país.
Aliás, há dados que pioram significativamente, como são os da taxa de retenção e desistência no ensino básico, e os da taxa de transição e conclusão no ensino superior.
A taxa de transição nos 3 ciclos do ensino básico foi no ano de 2011-2012 de 16,5% nos Açores, enquanto que no país se ficou pelos 9,9%. Mas a Região não apenas está acima da média nacional, como é a região com os piores valores. Mais grave que isso, só este dado: trata-se do valor mais elevado de toda a década (estes dados para os Açores estão disponíveis apenas a partir do ano lectivo de 2005-2006).
A tendência mantém-se nos 3 ciclos do básico, mas piora claramente no 3º ciclo, em que os Açores atingiram nesse ano uma taxa de 23,4% de desistência - enquanto que a nacional é de 15,6%. Novamente, trata-se do pior valor da década e aparentemente nunca se tinha ultrapassado os 20%...
A taxa de transição no ensino secundário tem vindo a ser melhor, mesmo com uma descida para apenas 71,1% nesse ano – o valor mais baixo desde 2007. Mas apesar de ser um valor inflacionado pelos cursos profissionais, o facto é que também se mantém abaixo dos 79,9% registados no país!     MM