Falso dentista açoriano detido no Brasil

  • Imprimir

Dentista - criançaDe acordo com noticia avançada domingo pelo jornal Correio da Manhã, um açoriano emigrado no Brasil foi detido pela segunda vez pelas autoridades do estado de Amapá, no norte do país, por praticar a profissão de dentista sem que esteja habilitado para tal. A afluência ao escritório era tal que a polícia pensava tratar-se de um local de venda de droga.
“Eu só ajudava algumas pessoas. Mais nada.” As palavras são de António Manuel da Silva Cardoso, de 59 anos, natural de Angra do Heroísmo.
O açoriano foi detido no interior da clínica particular onde exercia a profissão, na cidade de Macapá.
O emigrante já tinha sido detido em 2011, num outro local da mesma cidade, e proibido pelas autoridades judiciais de exercer a profissão de dentista, ou mesmo trabalhar em consultórios da especialidade.
António Cardoso foi alvo de uma denúncia anónima à polícia, devido a movimentações estranhas verificadas junto à clínica. Pensando tratar-se de tráfico de droga, a polícia foi surpreendida pelo exercício ilegal da profissão. No local foram encontrados vários equipamentos odontológicos, próteses dentárias, raio-x e resultados de exames. António Cardoso foi detido quando estava sozinho no consultório e incorre numa pena de prisão de dois anos.