Câmara de Comércio de Angra propõe “comissão de desenvolvimento estratégico” à FLAD

Sandro PaimDe acordo com a agência Lusa, a Câmara de Comércio de Angra do Heroísmo propôs ontem à Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD) a criação de uma “comissão de desenvolvimento estratégico” para os Açores, face à previsível diminuição da presença dos EUA nas Lajes.
“Achávamos que era importante não só ter a câmara de comércio, a universidade e as câmaras municipais, mas também a FLAD, na medida do possível, a estudar e a desenvolver aquilo que pode ser uma alternativa a essa redução”, disse Sandro Paim, presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Angra do Heroísmo (CCAH).
Sandro Paim falava aos jornalistas no final de um reunião com o presidente do Conselho de Administração da FLAD, Vasco Rato.
No que toca à estratégia da CCAH face à redução do efetivo militar norte-americano nas Lajes, Sandro Paim propôs a criação de uma “comissão de desenvolvimento estratégico e competitivo da região”, que integre a FLAD.
Segundo Sandro Paim, a CCAH apresentou ainda à FLAD outros projectos de apoio à região e à sua competitividade, como a criação de um ‘hub’ logístico no porto da Praia da Vitória, que considerou “muito importante para a competitividade logística” do arquipélago e para “o crescimento de emprego em toda a região”.
O presidente da câmara de comércio defendeu ainda a criação de “um acelerador de empresas”, que apoie a qualificação dos empresários açorianos e a internacionalização das empresas regionais.
Vasco Rato disse que a fundação vai analisar “em detalhe” as propostas da CCAH, mas considerou que algumas são “boas”, salientando que a FLAD e a câmara de comércio apresentaram uma perspectiva “coincidente”.
Por outro lado, o presidente da FLAD considerou que a criação de uma delegação da fundação na Terceira não é “crucial” neste momento.