Dormidas aumentam 12% nos Açores

turistasHotelaria açoriana teve proveitos de 8 milhões em Julho
Os Açores registaram um aumento de 12% nas dormidas do mês de Julho na hotelaria tradicional - revelou ontem o Instituto Nacional de Estatística.
Todas as regiões do País registaram aumentos nas dormidas, tendo sido o Alentejo a região com o maior crescimento (+21,1%), seguindo-se o Norte, Centro e Açores (+12,8%, +12,5% e +12,0%).
O Algarve (com um aumento de 4,2% nas dormidas) concentrou 42,0% do total das dormidas.
As dormidas do mercado interno aumentaram significativamente nos Açores (+31,6%) e no Alentejo (+30,1%).
 No Algarve estabilizaram enquanto na Madeira decresceram 8,4%.
No caso dos Açores, o aumento de dormidas de residentes acompanha o que se vem registando desde Janeiro a Julho, período com um crescimento de 30,4%, o que significa que a nossa região está a receber muitos turistas continentais e que passam mais noites na hotelaria açoriana.
As dormidas de não residentes também registaram crescimento em todas as regiões, com maior impacto no Norte (+16,5%), tendo-se também salientado a Madeira (+8,7%) e o Centro (+8,5%).
As dormidas de estrangeiros tiveram pesos mais marcantes na Madeira (88,5% das dormidas totais nesta região) e em Lisboa (76,1%).
As dormidas de não residentes nos Açores aumentaram 4,5% em Julho, mas o crescimento de Janeiro a Julho atinge os 12,8%.
Em Julho de 2015, a taxa líquida de ocupação-cama atingiu 62,3% (+2,6 p.p.).
Nos sete primeiros meses do ano a taxa de ocupação foi 43,7% (+2,1 p.p.).
Madeira foi a região com maior taxa de ocupação (78,4%), seguida pelo Algarve (70,9%) e Lisboa (67,1%).
A evolução deste indicador nas regiões foi genericamente positiva, com destaque para o Alentejo (+7,0 p.p.), Madeira (+6,3 p.p.) e Açores (+5,1 p.p.).
A curiosidade da estada média nos Açores em Julho tem a ver com uma ligeira quebra de 2% em relaçãio ao mesmo mês do ano passado: em Julho de 2014 a estada média era de 3,19 noites em Julho deste ano baixou para 3,13 noites.
Quanto à taxa líquida de ocupação-cama, em Julho de 2014 era de 59% na nossa região, passando para 64,1% este ano.
Os proveitos totais a nível nacional fixaram-se em 315,6 milhões de euros e os de aposento em 237,2 milhões de euros, correspondendo a acréscimos de 12,9% e 15,3% respectivamente, acima da evolução registada nas dormidas no mesmo mês (+6,7%).
Observaram-se aumentos expressivos em diversas regiões nos proveitos totais e de aposento, nomeadamente no Alentejo (+20,8% e +22,8%), Norte (+19,4% e +22,0%) e Centro (+19,9% e +14,6%).
Nos Açores os proveitos totais em Julho de 2015 foram de 8,1 milhões de euros, um aumento de 13,7%.
Os proveitos de aposento atingiram na hotelaria açoriana em Julho deste ano 6,4 milhões de euros, um crescimento de 13,9%.
Quanto ao rendimento médio por quarto disponível nos hotéis dos Açores, foi de 48 euros em Julho deste ano, quando no ano passado era de 42,4 euros. A média do país em Julho deste ano foi de 55,3 euros, quando no ano passado era de 48,5 euros.

More articles from this author