Falhanço no mercado nacional impede crescimentos significativos no turismo

turistasEm Agosto deste ano, registaram-se nos Açores cerca de 178 mil dormidas, o que representa um aumento de 1,4% em relação ao mês homólogo. Apesar de ser um valor positivo, a verdade é que não só não mantém o palmarés conquistado em Julho (que este ano registou o maior valor de dormidas de sempre), como representa um crescimento muito ténue, quando comparado com o crescimento de 5,6% registado no país. Os valores de Agosto continuam abaixo das 184 mil dormidas registadas em 2008 e as 190 mil de 2007.

Em termos dos proveitos, o INE não publica os dados de Agosto, mas até Julho, o sector gerou 34,2 milhões de euros, o que representa uma descida de 3,2%, sendo a única região do país a registar perdas. A nível nacional houve um aumento de 7,3%, com crescimentos significativos em todas as restantes regiões.
Sendo Agosto o mês em que tradicionalmente mais turistas visitam a Região, refira-se que a taxa de ocupação baixou de 67,1% para 64,7%. A média de dormidas manteve-se nas 3,2 do ano passado. E o Rev Par (rendimento por quarto) ficou-se pelos 48,3 euros (a média nacional é de 55,5 euros).
A redução dos clientes nacionais é notória este ano. No caso do mês de Agosto, houve apenas 137 mil dormidas de portugueses, o que representa 41,2% do total. Trata-se de uma redução de 15% em relação ao ano passado, voltando mesmo para os níveis de 2008, embora nesse ano o turismo nacional tivesse representado 45% do total.
Considerando o ano, de Janeiro de Agosto as dormidas nacionais (que no entanto incluem dormidas profissionais e internas) baixou para 72,8% do total. Mas uma vez que nos meses de Julho e Agosto o peso das dormidas nacionais de lazer é mais significativo que nos restantes meses, e que em Julho houve igualmente uma redução de 10%, poderá falar-se numa situação de crise neste segmento.
Para se ter uma ideia do impacto desta perda de mercado, caso o sector tivesse conseguido manter as dormidas nacionais registadas em 2010, estar-se-ia perante um crescimento total em Agosto de cerca de 14%...
Tendo em conta que o mercado nacional tem sido alvo de diversas acções promocionais, com destaque para a iniciativa “visitazores com voo incluído” no início do ano e o “site do turismo”, é questionar a eficácia desses investimentos.