Cabaz alimentar mais caro na ilha de São Miguel

supermercadarrinhoA média do cabaz da distribuição alimentar em Outubro foi mais elevada na ilha de São Miguel (€204), segundo os resultados da análise realizada pela Associação dos Consumidores da Região Açores (ACRA).

No boletim informativo que a associação divulgou ontem, a Terceira consegue uma média €9 inferior em relação a São Miguel. O Pico (€203) aproxima-se de São Miguel e o Faial (€199) fica a meio caminho entre o Pico e a Terceira. 

Na ilha de São Miguel, e por localidades, Ponta Delgada tem a pior média (€212), a €7 da sua concorrente mais próxima, a Vila Franca do Campo, refere a ACRA. 

Entre Valados e São Gonçalo existem quatro localidades com médias muito semelhantes. A Fajã de Baixo consegue a melhor média deste mês (€193) com menos €4 do que a sua concorrente mais próxima.

 

Continente mais barato

 

No que toca a marcas, a melhor média de São Miguel é a do Continente (€195) seguida do Solmar com mais €11 e fechando com o Manteiga com os seus € 223.

Segundo a ACRA, a nível de superfícies, os dois Continentes da Terceira conseguem as melhores médias da Região (€189) e as subidas entre superfícies são “graduais” até se chegar aos €208 do Âncora Parque, das Lajes do Pico. “Mesmo assim já estamos a falar de cerca de 9% de diferença entre a melhor e a pior média. Mas quando juntamos Solmar de Ponta Delgada e Manteiga, entramos em outro campeonato com preços 15% acima dos do Continente da Terceira”, revela a associação.

Na Terceira, a diferença das médias das diferentes localidades é “bastante mais atenuada” que em São Miguel. “Existem inclusive três localidades que se igualam nas médias praticadas e que é precisamente a mais baixa (€194): Terra do Pão, Praia da Vitória e Angra do Heroísmo”, frisa a ACRA, no boletim informativa. Apenas o Porto Judeu se distancia um pouco, com €7 a mais que as outras.

A diferença entre as marcas concorrentes também não é grande, mas já dá para se sentir ao fim do mês. Num cabaz com valor de cerca de €198, uma diferença de €-9 resulta numa poupança de cerca de 5% para os consumidores do Continente.

No Pico e Faial a localidade com média mais favorável ao consumidor é a de São Roque (€198) imediatamente seguida da Horta (€199).

Com uma média €9 acima desta última, as Lajes do Pico aparecem como a localidade com média menos amigável. A Madalena situa-se a meio caminho entre a média das Lajes e a da Horta. 

Por outro lado, a diferença entre as médias das diversas marcas é mais notória. Entre a média mais baixa conseguida pelo Continente (€192) e a mais elevada do Âncora Parque, verifica-se um intervalo de € 16, o que significa cerca de 8% de diferença. 

No entanto, refere a ACRA o intervalo relativo maior (€6) situa-se entre a média mais baixa do Continente e a imediatamente acima do Hiper Cais.