CTT da Calheta fechará até Março

CttOs CTT já têm uma data para o encerramento das 22 lojas previstas no âmbito do plano de reorganização do operador postal, entre as quais o posto da Calheta, em Ponta Delgada.

 Será até final de Março, segundo a administração da empresa, que também garante que não haverá despedimentos, mas apenas a recolocação do pessoal noutros postos da empresa. 

A decisão está a gerar muita contestação junto da população e câmaras municipais, mas a empresa diz que não pensa voltar atrás nas suas escolhas e admite que poderão ocorrer novos encerramentos.

 

Poderá haver novos encerramentos

 

Segundo António Pedro Silva, administrador executivo dos CTT, “estamos com a intenção de que os encerramentos sejam feitos até Março. Ainda no primeiro trimestre”.

No final de Junho do ano passado os CTT tinham 4.377 pontos de contacto, dos quais 613 lojas próprias, 1.744 em parceria (postos de correio) e 2.020 postos de venda de selos. 

“Não excluímos poder encontrar soluções que visam dar às populações maior proximidade do que o que temos”, diz António Pedro Silva. 

 

CTT não volta atrás

 

“Estamos neste momento numa fase de explicação do modelo às entidades locais”, refere o administrador. 

Mas desta fase não deverá resultar um recuo no que toca às lojas escolhidas para fechar. 

“São as 22 lojas fruto do exame. Não deverá haver alteração dessa percepção”, diz. 

Quantos a possíveis novos encerramentos? “Processo de redefinição do footprint é algo que fazemos com frequência”, diz o administrador executivo.

 “Este foi o que resultou da conjugação destes critérios”, conclui.