Programa de Prevenção da Depressão alargado aos Açores a partir de Março

Rui Luís - Ordem psicólogos depressãoO Secretário Regional da Saúde assinou ontem, em Angra do Heroísmo, um protocolo de cooperação com a Ordem dos Psicólogos Portugueses para a implementação do Programa de Prevenção da Depressão nos Açores e a promoção de formação sobre esta problemática.

“A primeira fase deste programa vai ser realizada a título experimental em três centros de saúde, em três ilhas”, afirmou Rui Luís, acrescentando que “foram seleccionados para este projecto os centros de saúde de Vila do Porto, das Velas e de Angra do Heroísmo”.

“Em Março, estaremos em condições de arrancar com a implementação”, adiantou o titular da pasta da Saúde.

A prevenção e promoção da saúde mental são prioridades estabelecidas no Plano Regional de Saúde, que vigora até 2020, mas também da Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social 2018-2028, onde se pretende valorizar uma abordagem comunitária e integrada, numa aposta ao nível dos cuidados de saúde primários, promover acções de formação e sensibilização para os profissionais de saúde e a criação de equipas transdisciplinares nos cuidados de saúde primários e hospitalares.

Rui Luís sublinhou a necessidade da prevenção junto das faixas etárias mais jovens, lembrando que mais de 50% das doenças mentais têm início na adolescência, de acordo com a Organização Mundial de Saúde.

 No último Inquérito Regional de Saúde dos Açores (2014) constatou-se a existência de alterações psico-emocionais em cerca de um terço da população entre os 20 e os 74 anos.

 Os indicadores revelam ainda que 5% da população açoriana sofre de ansiedade e 4% de depressão.

“Estamos hoje perante novas realidades que tendem a acentuar esta problemática. As novas tecnologias trouxeram um mundo de oportunidades, mas também o risco da dependência e das perturbações mentais” frisou Rui Luís, realçando que a Organização Mundial de Saúde classifica o vício em videojogos como sendo uma doença mental. O protocolo ontem assinado com a Ordem dos Psicólogos Portugueses prevê a implementação de um programa de prevenção da depressão na Região, cria condições para a sua aplicação e promove a realização de estudos e eventos científicos.